Britânica faz guia para estrangeiros ‘de primeira viagem’ ao Brasil

  • 20 agosto 2014
  • comentários
Foto: Helson Ferreira Image copyright
Image caption A cachoeira São Bento, na Chapada dos Veadeiros (Foto: Helson Ferreira)

Sarah Jacobs, uma das blogueiras do Para Inglês Ver, da BBC Brasil, resume abaixo quais seriam suas nove dicas para apresentar o Brasil a estrangeiros e pede colaborações para completar o guia.

1. MÚSICA: Comecem ouvindo a música de Caetano Veloso e Gilberto Gil – dois artistas que têm um forte vínculo com o Reino Unido por terem morado em Londres no tempo de exílio. Adoro London London e Nine out of Ten, ambas de Caetano, e Gil gravou um disco em inglês em 1971. Gil teve um papel interessante na história da música britânica: ele participou da organização do primeiro Festival de Glastonbury, um dos maiores festivais a céu aberto do mundo. E essa produção em inglês seria apenas a porta de entrada para um rico mundo da música brasileira.

2. CINEMA: Assista aos filmes dos irmãos Salles. Nas obras de Walter e João Moreira Salles, dá para conhecer uma grande variedade de temas sociais, entre eles: a guerra contra as drogas (Notícias de uma Guerra Particular); a classe e o privilégio (Santiago); a migração (Central do Brasil); a vida urbana (Linha de Passe) e a história do Sertão (Abril Despedaçado). Central do Brasil me marcou bastante; é um filme que mostra muito bem a vastidão e a diversidade do país, no qual o pequeno Josué procura seu lar.

Image copyright
Image caption Casal dança forró em Oxford (Foto: James Sutton)

3. INTERNET: Assista os vídeos do Porta dos Fundos, alguns dos quais com milhões de visualizações no YouTube. Os vídeos mostram o sucesso da vertente "autodepreciativa" do humor brasileiro e podem orientar estrangeiros sobre alguns dos assuntos políticos e culturais do país. Gostei do vídeo Aula de Sábado, que brinca com a obsessão pelo fitness, uma obsessão que para mim é um fenômeno cultural muito tipicamente brasileiro.

4. VIAGENS: Saia das grandes cidades! Sugiro que os estrangeiros tentem conhecer o interior dos Estados. A melhor "fuga da cidade" que fiz durante minha estada no Brasil foi uma viagem à Chapada dos Veadeiros. Adorei – um daqueles lugares que dão vontade de largar tudo e ficar para sempre. Outras boas dicas de amigos meus que buscaram esse variedade em destinos são: o Cânion do Xingó, em Sergipe, e a Chapada Diamantina, na Bahia.

5. AMIGOS: Seja membro do Couchsurfing, que conta com dezenas de milhares de membros no Brasil: pessoas generosas que são dispostas a compartilhar suas vidas com viajantes e récem-chegados. E um dos fins de semanas mais divertidos que passei no Brasil foi com um grupo de couchsurfers em Ouro Preto, que me mostraram a famosa vida estudantil da cidade, conhecendo as diferentes repúblicas, cada uma com suas próprias tradições.

6. COMIDA: Entenda o sistema da comida a quilo, uma das melhores (e mais baratas) maneiras de se conhecer a culinária brasileira. Não consigo entender por que não temos algo parecido aqui no Reino Unido. Mas é preciso conhecer o sistema para evitar "erros" bobos. Quando 100g de arroz e salada custam o mesmo que 100g de carne de qualidade, há que se desenvolver uma aguçada capacidade de comparar o peso e valor dos alimentos para não desperdiçar dinheiro com comidas baratas (e pesadas)!

Image copyright
Image caption Restaurantes por quilo, algo típico que estrangeiros não conheciam (Foto: Maya Ghosn)

7. ATIVIDADE FÍSICA: Agora que a Copa do Mundo já passou, lembremos que o Brasil não é só futebol! Tem um monte de outros esportes que os estrangeiros podem experimentar no Brasil, entre eles: o vôlei, a natação, a capoeira, o surfe e o boxe. E para quem não gosta de praticar esportes "tradicionais", que tal experimentar umas das danças típicas brasileiras? Eu aprendi a dançar forró no Brasil e tenho uma amiga britânica que fez aulas de frevo durante sua temporada no país.

8. LITERATURA: Vejo um crescente interesse na literatura brasileira fora do Brasil. O Reino Unido, por exemplo, tem seu próprio festival anual de literatura brasileira – o Flipside – inaugurado no ano passado. Com novos livros sendo traduzidos para o inglês, sugiro uma viagem por novos autores brasileiros. Um livro brasileiro que acabei de ler em inglês que recomendaria a estrangeiros é Todos os Cachorros são Azuis, de Rodrigo de Souza Leão.

9. BATE-PAPO: Finalmente, talvez uma das melhores maneiras de conhecer o Brasil seja por meio de uma das atividades mais simples que existem no mundo: ficar sentado em qualquer bar ou boteco, com uma cerveja na mão (e de preferência um salgadinho na outra), ver passar o mundo, bater papo com um, com outro. Esse é um tesouro brasileiro: a facilidade de se comunicar. Desafio quem quer que seja a discordar disso.

10. O Brasil está em constante mudança e minha lista está longe de ser definitiva, claro. É baseada na minha intensa mas curta experiência no Brasil. Gostaria de saber o que acham. Falta alguma coisa importante? Qual deveria ser minha décima dica? Assim, escrevo uma versão final, em inglês, que possa também alcançar quem não fala português.