Chefe da Fórmula 1 se emociona ao encontrar policiais que resgataram sua sogra
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'As pessoas não devem se preocupar ao vir ao Brasil', diz chefe da F1

Bernie Ecclestone, bilionário de 85 anos que chefia a empresa que controla a Fórmula 1, se encontrou nesta segunda-feira com os policiais civis do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) responsáveis pela libertação de sua sogra do cativeiro.

Aparecida Shunck Flosi Palmeira foi sequestrada em sua casa em São Paulo no dia 22 de julho. Os criminosos pediram um resgate milionário, mas a polícia achou o cativeiro e a libertou no último dia 31.

Ao menos três pessoas foram presas.

Ecclestone se emocionou e disse que "as pessoas não devem se preocupar ao vir ao Brasil".