Crivella vence no Rio: Veja resultado do 2º turno nas eleições nas capitais brasileiras

Marcelo Crivella Direito de imagem AFP
Image caption Crivella foi eleito com facilidade no Rio

Neste domingo, 18 capitais brasileiras definiram em segundo turno quem será o prefeito pelos próximos quatro anos.

Confira o resultado:

Rio de Janeiro

O senador Marcelo Crivella (PRB) venceu sem dificuldade na capital fluminense. Ele recebeu os votos de 59,36% dos eleitores, contra 40,64% de Marcelo Freixo (PSOL).

Crivella havia vencido o primeiro turno, quando recebeu 27,78% dos votos, seguido por Freixo, com 18,26%.

Aracaju

Edvaldo Nogueira (PC do B) foi eleito com 52,11% dos votos válidos, vencendo Valadares Filho (PSB), que teve 47,89%.

Nogueira também tinha liderado com uma vantagem apertada no primeiro turno: ele teve 38,76%, contra 38,09% de Valadares.

Belém

Na capital paraense, Zenaldo Coutinho (PSDB) foi reeleito com 52,33% dos votos. Seu concorrente no segundo turno, Edmilson (PSOL), teve 47,67% da preferência. Na cidade, a abstenção foi alta: 21,2%.

O primeiro turno também havia terminado com Zenaldo na frente, com 31,02%, contra 29,5% do rival.

Direito de imagem AP
Image caption Kalil foi eleito em Belo Horizonte

Belo Horizonte

Alexandre Kalil (PHS), ex-presidente do Atlético Mineiro, virou o resultado do primeiro turno e foi escolhido prefeito em sua primeira candidatura política. Ele teve cerca de 52,98% dos votos válidos, contra 47,02% de seu adversário, João Leite (PSDB) - ex-goleiro do mesmo time.

Na capital mineira, a taxa de abstenção foi de 22,77%, enquanto brancos e nulos representaram, juntos, quase 20%.

No primeiro turno, Leite recebeu 33,4% dos votos, enquanto Kalil tinha 26,56%.

Campo Grande

Na capital do Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PSD) recebeu 58,77% dos votos ante 41,23% de Rose Modesto (PSDB).

No primeiro turno, ele também foi o mais votado - obteve 34,57%, contra 26,62% da rival.

Cuiabá

Emanuel Pinheiro (PMDB) será o novo prefeito da capital do Mato Grosso. Ele recebeu 60,41% dos votos, derrotando Wilson Santos (PSDB), que teve 39,59%.

Pinheiro terminou o primeiro turno com 34,15% dos votos, contra 28,4% de Santos.

Direito de imagem Ag. Câmara
Image caption Rafael Greca confirmou favoritismo e foi eleito em Curitiba

Curitiba

O ex-prefeito Rafael Greca (PMN) voltará a comandar a capital paranaense.

Ele teve a preferência de 53,2% dos eleitores, contra 46,7% de seu concorrente, Ney Leprevost (PSD).

No primeiro turno, Greca tinha registrado 38,38%, ante 23,66% do segundo colocado.

Florianópolis

Com uma disputa acirrada e definida apenas no fim da apuração, Gean Loureiro (PMDB) venceu a eleição local.

Ele recebeu 50,26% dos votos, contra 49,74% de Ângela Amin (PP). A diferença foi de 1.153 votos.

Gean também havia vencido o primeiro turno, quando recebeu 40,39% dos votos, ante 24,57% de Ângela.

Fortaleza

Roberto Claudio (PDT) contabilizou 53,57% dos votos válidos e foi reeleito. Seu concorrente na disputa pela administração municipal, Capitão Wagner (PR), somou 46,43%.

O município ainda teve 18,6% de abstenção e 8,02% de brancos e nulos, somados.

No primeiro turno, Claudio teve 40,81% e Wagner, 31,15%.

Direito de imagem Leandro Vieira
Image caption Iris Rezende voltará a comandar capital goiana

Goiânia

Iris Rezende (PMDB) obteve 57,7% dos votos e governará a cidade pela quarta vez. Seu concorrente, Vanderlan (PSB) recebeu 42,3% da preferência dos eleitores.

Rezende também tinha vencido o primeiro turno, quando recebeu 40,47% dos votos, ante 31,84% de Vanderlan.

A capital teve abstenção próxima a 25% e 9,53% de brancos e nulos.

Macapá

Clécio Vieira (Rede) foi reeleito com 60,51% dos votos, derrotando Gilvam Borges (PMDB), escolhido por 39,49% dos eleitores.

No primeiro turno, Clécio teve 44,59%, contra 26,37% de Gilvan.

Maceió

Rui Palmeira (PSDB) foi eleito com 60,27% dos votos - seu concorrente, Cícero Almeida (PMDB), teve 39,73%.

Os votos brancos e nulos somaram 13,5% e a abstenção, de 19,96%.

Palmeira havia liderado o primeiro turno, quando teve 46,86% dos votos, contra 24,73% do segundo colocado.

Manaus

Artur Neto (PSDB) foi reeleito com 55,96% dos votos.

A cidade teve 9,52% de taxa de abstenção e 8,63% de votos nulos e brancos.

No primeiro turno, Artur Neto recebeu 35,17% dos votos, contra 24,86% do seu concorrente no segundo turno, Marcelo Ramos (PR).

Porto Alegre

Na capital gaúcha, o deputado federal tucano Nelson Marchezan Junior venceu com 60,5% - seu rival, o peemedebista Sebastião Melo, teve 39,5% dos votos.

O prefeito eleito havia recebido 29,84% dos votos na primeira etapa da disputa, ante 25,93% de Melo.

Direito de imagem Ag. Câmara
Image caption Com Nelson Marchezan Jr., PSDB voltará a governar Porto Alegre

Porto Velho

Dr. Hildon (PSDB) foi eleito prefeito na capital de Rondônia em sua primeira disputa eleitoral. Ele teve 65,15% dos votos válidos, contra 34,85% de seu concorrente no segundo turno, Léo Moraes (PTB).

As abstenções somaram 23,33%.

No primeiro turno, o resultado foi quase empatado: Hildon teve 27,2% dos votos e Moraes, 26,12%.

Recife

Geraldo Julio (PSB) se reelegeu com 61,30% dos votos. Seu concorrente, João Paulo (PT), teve 38,7% da preferência dos eleitores.

O prefeito havia chegado muito perto de vencer as eleições no primeiro turno, quando teve 49,34% dos votos - João Paulo terminou a primeira etapa com 23,76%.

Direito de imagem Andréa Rêgo Barros
Image caption O prefeito Geraldo Julio (PSB) confirmou favoritismo no Recife

São Luís

Edivaldo Holanda (PDT) foi reeleito na capital do Maranhão com 53,94% dos votos. A taxa de abstenção ficou em 16,10% e brancos e nulos, juntos, em 4,46%.

Seu concorrente na segunda etapa das eleições municipais, Eduardo Braide (PMN), teve 46,06% dos votos.

No primeiro turno, Holanda teve a preferência de 45,66% dos eleitores contra 21,34% do rival.

Vitória

Em eleição acirrada, Luciano Rezende (PPS) se reelegeu com 51,2% dos votos - Amaro Neto (SD), que teve 48,8% da preferência.

O prefeito havia liderado o primeiro turno, quando recebeu 43,8% dos votos, ante 35,32% do rival.

Notícias relacionadas