BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Saúde & Tecnologia
30 de agosto, 2002 - Publicado às 18h10 GMT
Uso de transgênicos divide FAO e ambientalistas
FAO recomenda uso de transgênicos nos países pobres
FAO recomenda uso de transgênicos nos países pobres

Mariana Timóteo da Costa, enviada especial para Johanesburgo

A organização de agricultura e alimentos das Nações Unidas (FAO) irritou nesta sexta-feira os ambientalistas que participam da Cúpula Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, em Johanesburgo.

O diretor da FAO, Jacques Diouf, declarou que os países pobres devem pensar antes de proibir o plantio e comercialização de alimentos transgênicos.

De acordo com Diouf, esses alimentos podem ajudar a combater a fome de cerca de 800 milhões de pessoas nos países em desenvolvimento.

O argumento da FAO é que não existe uma legislação internacional sobre os transgênicos.

Sem provas

"Além disso, não temos provas de que esses alimentos façam mal à saúde humana e ao meio ambiente. Isso justificaria o uso de transgênicos pelos países que precisam", disse Diouf.

Diouf, no entanto, ressaltou a necessidade de que estudos científicos sejam constantemente realizados em alimentos transgênicos, para que seu impacto seja avaliado.

"Precisamos também de mais discussões internacionais e uma legislação forte e regulatória para esses alimentos", explicou.

As declarações de Diouf são vistas como contraditórias pelas ONGs e pelos ambientalistas.

Em entrevista à BBC Brasil, Von Hernandez, coordenador do Greenpeace para a Ásia - uma das regiões que mais sofrem com a fome - disse que qualquer país que permita o plantio e o comércio de transgênicos está agindo de forma inconseqüente.

"Me admira a FAO estar propondo isso, quando a própria organização, em junho, disse que o mundo tem recursos próprios e naturais para alimentar toda a sua população. Para que usar transgênicos?", indaga Hernandez.

O ambientalista acredita que a declaração da FAO possa estar ocultando a frustração da organização de a conferência de Johanesburgo não ter atingido nenhum acordo significante sobre a questão agrícola.

Para Hernandez, o problema da fome seria resolvido com incentivos à agricultura dos países pobres e o fim dos subsídios dados pelos países ricos aos produtores locais.
 
   PNEUMONIA
Tire suas dúvidas sobre a Síndrome Respiratória Aguda Grave.
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias do dia por e-mail.







Notícias relacionadas:
29 de agosto, 2002
  ONU cobra mais atenção para a Aids na Rio+10
30 de agosto, 2002
  Chefes de Estado 'podem evitar' decepção na Rio+10
30 de agosto, 2002
  Rio+10 vai compensar cidade por poluição no evento
29 de agosto, 2002
  Russos não devem assinar protocolo de Kyoto na Rio+10
29 de agosto, 2002
  Países ricos falham no combate à pobreza, diz Sachs
Links externos:
FAO (em inglês)
Site brasileiro da Rio+10
Site oficial da Rio+10 (em inglês)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC