Engenheiros britânicos finalizam projeto para carro-foguete

Projeto Bloodhound
Image caption O carro será movido por um motor a jato e um foguete

A equipe britânica que trabalha para bater o próprio recorde de velocidade em terra com um carro que ultrapassará os 1.610 km por hora anunciou que o projeto do veículo foi finalizado.

O novo desenho implica em uma reconfiguração dos dois motores do projeto atual, com um motor de um avião Eurofighter posicionado acima de um foguete híbrido.

O carro, conhecido como Bloodhound, vai ser construído na cidade de Bristol, no sudoeste da Inglaterra.

A equipe espera iniciar testes com o carro na região conhecida como Hakskeen Pan, na província Northern Cape, na África do Sul, em 2011.

O local, o leito de um lago que secou, tem a superfície ideal para os objetivos da equipe, segundo o piloto do Bloodhound, Andy Green.

"(O terreno) é duro o suficiente para suportar um carro de seis toneladas sobre rodas de metal, mas macio o suficiente para permitir que as rodas afundem talvez 10 mm", disse Green à BBC.

"Isso permite a estabilidade, ou resposta, de que precisamos, mas também me dá a aderência lateral que me permite pilotar o carro em velocidades lentas e médias", o pilto explicou.

"Em velocidades altas, isso não é importante, porque as partes da roda que se projetam para fora a partir do piso do carro funcionam como um leme eficiente."

Desempenho e Estabilidade

Andy Green, um piloto da Força Aérea britânica, estabeleceu o atual recorde mundial de velocidade em terra em 1997, quando pilotou o Thrust SSC, um carro a jato, alcançando 1.228 km por hora.

Acompanhado pela equipe que o ajudou a estabelecer o recorde atual, ele está retornando agora para tentar superar sua própria marca.

O grupo disse esperar que a luta para ultrapassar a marca dos 1.610 km por hora sirva como inspiração para crianças que sonham seguir carreira em ciência e tecnologia.

Novo Modelo

O projeto foi anunciado em outubro de 2008. Desde então, a equipe vem trabalhando para finalizar o desenho do carro.

O plano original era posicionar um foguete pequeno, de 200 kg, sobre um motor do avião Eurofighter Typhoon EJ200, de mil quilos, emprestado à equipe pelo Ministério da Defesa britânico.

Mas à medida que a equipe trabalhava no modelo, ficou claro que o carro precisaria de uma propulsão maior: um foguete de 400 kg.

A mudança, por sua vez, introduziu instabilidades que só poderiam ser resolvidas com uma inversão nas posições dos dois motores.

"Invertemos a arquitetura do foguete e do motor a jato", disse John Piper, o projetista-chefe da equipe.

Com o projeto finalizado, agora o carro pode ser construído.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet