Ciência

Vítima de ataque de soluços há três anos opera cérebro

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Um homem britânico que soluçava havia três anos está se recuperando nesta segunda-feira de uma cirurgia para remover um tumor cerebral.

Christopher Sands passou por uma operação que retirou 60% de um tumor que os médicos acreditam ser a causa do soluço constante.

O tumor foi revelado quando Sands passou por um exame de ressonância magnética para um programa japonês de televisão.

Sands, que tem 25 anos e vive em Timberland, na região de Lincolnshire, na Inglaterra, espera que a cirurgia cure seu problema.

Valor cômico

Ele começou a soluçar em dezembro de 2006. Inicialmente, o soluço durou duas semanas, mas voltou quatro meses depois.

Por causa do soluço constante, Sands tinha dificuldades para comer e dormir.

No início, os médicos pensaram que o paciente sofria de refluxo ácido, causado por problemas na válvula cárdia, que separa o estômago do esôfago e tem a função de reter os alimentos e evitar a regurgitação.

Mas, depois que foi levado ao Japão em agosto, Sands descobriu que tinha um tumor no cérebro.

Sands disse que, apesar dos sérios efeitos do problema, ele conseguia ver o lado engraçado de ter soluço por tanto tempo.

“Eu sempre penso, mesmo quando estava na pior parte, que era definitivamente engraçado que eu tive soluço por tanto tempo”, disse.

“E mesmo quando descobri que tinha um tumor e estava no hospital, eu ainda ria para mim mesmo”, afirmou Sands. “O lado cômico disso me mantinha feliz.”

Segundo a mãe dele, Chris, Sands se recupera bem.

“Apesar de não ter recuperado seu padrão de sono e de ainda ter coisas acontecendo em seu corpo – e os médicos explicaram a ele que teria sensações estranhas e que as coisas não voltariam logo ao normal – você pode vê-lo chegando lá gradualmente”, disse ela.

“Ele não está correndo para vomitar no banheiro toda vez que come algo.”

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.