Gordura no bumbum, quadril e coxas é 'saudável', diz estudo

A atriz e cantora americana Jennifer Lopez: famosa por seu traseiro
Image caption O formato do corpo da atriz e cantora americana Jennifer Lopez seria 'saudável'

Um estudo britânico sugere que acumular gordura na região dos quadris, bumbum e coxas pode ser saudável porque protege contra problemas cardíacos e metabólicos.

Segundo os pesquisadores da Oxford University, essa proteção proveniente da gordura no quadril seria explicada porque nessa região, a gordura absorve ácidos graxos e contém um agente anti-inflamatório que impede a obstrução das artérias.

O artigo, publicado na revista científica International Journal of Obesity, afirma ainda que ter bumbum grande é preferível à gordura na região da cintura, que não oferece esse tipo de proteção.

De acordo com os pesquisadores, em contrapartida, pouca gordura nos quadris pode levar a problemas metabólicos sérios, como a Síndrome de Cushing, uma desordem causada por altos níveis de cortisona do sangue e que causa aumento de peso.

"O que importa é a forma e onde a gordura se acumula", disse Konstantinos Manolopoulos, principal autor do estudo.

Forma

Estudos anteriores demonstraram que é mais difícil queimar a gordura concentrada em torno das coxas e do bumbum do que a situada na região da cintura.

Segundo os especialistas, essa dificuldade em queimar a gordura na região do quadril tem resultados benéficos, porque quando a gordura é quebrada muito depressa, ela libera substâncias conhecidas como citoquinas, que podem levar a inflamações no corpo.

As citoquinas estão associadas a doenças cardiovasculares, resistência à insulina e diabetes.

A gordura em torno do quadril também produz maiores quantidades do hormônio adiponectina, que protege as artérias e promove melhor controle da taxa de açúcar no sangue e da queima de gordura.

Em comparação, excesso de peso na região do estômago aumenta os riscos de diabetes e de doenças cardíacas.

Segundo Manolopoulos, quanto maior gordura em torno das coxas, melhor - desde que a barriga permaneça magra.

"Infelizmente, você não consegue uma sem a outra", ele disse.

Os pesquisadores afirmam ainda que tratamentos futuros poderiam tentar aumentar deliberadamente a quantidade de gordura no quadril de pacientes para protegê-los contra doenças cardiovasculares e metabólicas, como o diabetes.

O porta-voz da ONG britância British Heart Foundation, Fotini Rozakeas, disse que o estudo pode ser útil na luta contra as doenças cardíacas.

"Se você está acima do seu peso ou teve um aumento no tamanho da sua cintura, é importante fazer mudanças no seu estilo de vida, como adotar uma dieta saudável e fazer exercícios, para reduzir os riscos de que você tenha problemas cardíacos", afirmou.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet