Indianos comemoram premiação de 'Milionário'

Cena do filme
Image caption Premiação do filme foi acompanhada com atenção pelos indianos

Os indianos comemoram nesta segunda-feira o sucesso do filme Quem Quer Ser Um Milionário?, produção britânica rodada na Índia que recebeu oito Oscar na noite de domingo, incluindo na categoria de Melhor Filme.

Na favela de Dharavi em Mumbai, onde se passa parte do filme, os moradores acompanharam a cerimônia do Oscar com uma festa ao longo da madrugada, transmitida ao vivo pelas principais emissoras de notícias da Índia.

O ápice da festa se deu por volta das 9h00 da manhã, horário local, quando Steven Spielberg anunciou que Quem Quer Ser Um Milionário? vencera na categoria de Melhor Filme. Os moradores também vibraram com o discurso do britânico Danny Boyle, premiado como Melhor Diretor na cerimônia, agradecendo à cidade.

Em Nova Délhi, o primeiro-ministro indiano Manmohan Singh parabenizou a equipe do filme pela conquista do Oscar, com especial atenção para os três indianos premiados na cerimônia em Los Angeles. O músico A R Rahman ganhou dois Oscar - de Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção (Jai Ho). Resul Pookutty e Gulzar ganharam nas categorias de Efeitos Sonoros e Canção Original.

Go get it, Slumdog

As principais redes de notícias da Índia passaram a madrugada transmitindo os preparativos para a festa. A rede indiana Headlines Today, com notícias em inglês, trazia durante toda a madrugada uma contagem regressiva para a cerimônia do Oscar com o título Go get it, Slumdog (Vá e ganhe, Slumdog).

A figura mais destacada da equipe do filme pela imprensa indiana foi o compositor A R Rahman, que é ídolo na Índia e foi o primeiro indiano a ganhar um Globo de Ouro. A emissora de TV CNNIBN, também de notícias em inglês, chamava AR Rahman de "Mozart de Madras", lembrando que no começo de carreira o compositor quase deixou de fazer música por falta de dinheiro.

Uma reportagem do Headlines Today chamou a música Jai Ho - vencedora do Oscar - de "o novo hino da Índia", referindo-se a Rahman como "lenda viva".

Apesar da festa em Mumbai e de homenagens do governo, o filme provocou polêmica na Índia. Alguns políticos das duas casas do Parlamento indiano reclamaram que a palavra "Slumdog" do título em inglês ("cão de favela") é ofensiva demais aos indianos.

Antes de Rahman, Pookutty e Gulzar, apenas dois indianos haviam recebido um Oscar. A primeira foi Bhanu Athaiya, pelo figurino do filme Gandhi, de 1982. Em 1991, o cineasta indiano Satyajit Ray ganhou um Oscar Honorário, pelo conjunto de sua obra.

Além de Quem Quer Ser um Milionário?, a imprensa indiana também destacou o filme Smile Pinki, que ganhou o Oscar de melhor documentário. Dirigido pela americana Megan Mylan, Smile Pinki conta a história de uma menina pobre da zona rural da Índia que recebe ajuda internacional para uma cirurgia de correção de lábio leporino.

Notícias relacionadas