Museu na Irlanda investiga mistério de quadros com premiê nu

Imagem cedida pela Royal Hibernian Academy
Image caption Retrato de Brian Cowen pode ter sido protesto ou parte de uma ação artística

Duas telas que mostram o primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, nu apareceram misteriosamente em duas das mais prestigiosas galerias da capital, Dublin.

Uma pintura de Cowen com a cueca na mão apareceu na Royal Hibernian Academy, ao lado da coleção regular. Quando um visitante pediu detalhes sobre a tela a um funcionário da galeria, ela foi removida.

A outra tela, em que o líder irlandês aparece sentado na privada, apareceu na Galeria Nacional, virou caso de polícia. A direção da instituição disse que obra ficou exposta durante 20 minutos antes de ser identificada e que depois foi entregue às autoridades para investigações.

As autoridades acreditam que o ocorrido pode se tratar de um ato de subversão política ou de expressão artística, mas se o autor da obra aparecer ele pode ter que se explicar.

A Royal Hibernian Academy ainda está decidindo se leva o caso para a polícia ou não. A pintura de Cowen ainda está no prédio mas foi colocada em um dos escritórios, longe da vista do público.

Há notícia de que uma mulher que viu o quadro manifestou interesse em comprá-lo.

Se o pintor aparecer, ele já pode ter garantido o dinheiro para pagar pelos serviços de um advogado.