Empresa promete reembolsar ingressos de shows de Michael Jackson

Michael Jackson. Foto: Getty Images
Image caption O cantor iniciaria a série de shows 'This is It' em julho

Os organizadores da série de 50 shows intitulada This is It, do astro Michael Jackson, que estava marcada para começar em julho, em Londres, afirmaram que quem comprou ingressos para as apresentações poderá receber um reembolso em dinheiro ou bilhetes para outros shows.

Os promotores dos show afirmam, no entanto, que só devem ter essa expectativa os fãs que compraram ingressos na bilheteria da Arena O2, onde os shows iriam acontecer, ou de agências autorizadas.

A empresa AEG Live ainda não fez um pronunciamento claro sobre o assunto. Uma nota no site da empresa informa sobre as circunstâncias da morte do cantor e promete informações futuras.

"Um outro anúncio aos compradores de ingressos será feito em tempo oportuno", diz a nota.

Perdas

Os quase 800 mil ingressos para os shows londrinos foram vendidos no ritmo de um a cada 11 segundos, 657 por minuto e quase 40 mil por hora. Fãs de todo o mundo entraram em filas virtuais para comprar os bilhetes, que custavam entre 50 e 75 libras (R$ 160 e R$ 240).

Agora, a recomendação para os donos de ingressos é buscar nos e-mails de confirmação o nome da agência responsável pela emissão do ingresso e entrar em contato diretamente com essas empresas.

Uma das maiores agências de venda de ingressos, a Ticketmaster, divulgou um comunicado afirmando não ter posição oficial até o momento.

"A Ticketmaster está a par das notícias sobre Michael Jackson. Não temos informações oficiais neste momento", diz a nota. "Assim que tivermos qualquer informação, vamos contactar imediatamente todos os clientes que reservaram ingressos pela Ticketmaster ou pela GET ME IN!"

Apesar da cautela do comunicado, os termos e condições no site da empresa afirmam que o reembolso do ingresso e de qualquer taxa de reserva é garantido, no caso de cancelamento do evento.

Prejuízo

De acordo com o jornal britânico The Times, a empresa AEG - que administra o palco dos 50 shows de Jackson, a Arena O2 - pode ter prejuízos de até 300 milhões de libras (quase R$ 1 bilhão) por causa do cancelamento dos shows.

Segundo o jornal, há relatos de que a empresa teria feito seguro apenas dos dez primeiros shows - os outros quarenta teriam sido assegurados pela própria empresa.

O enorme sucesso do empreendimento elevou o número de apresentações das dez planejadas inicialmente para 50, devido à grande procura por ingressos.

A quantidade de shows teria levantado dúvidas sobre a capacidade de Jackson realizar a maratona. Segundo o Times, uma seguradora teria calculado o prêmio de um seguro para cancelamento em 300 milhões libras.

No entanto, a AEG Live teria preferido assumir o risco sozinha.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet