BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 22 de junho, 2004 - 16h47 GMT (13h47 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Irmãos Campana 'traduzem' Brasil em museu londrino
 

 
 
'Cadeira Favela', dos Irmãos Campana, integra mostra londrina
'Cadeira Favela', dos Irmãos Campana, integra mostra londrina
Materiais inusitados como palha, plástico-bolha, tubos de PVC e até bichos de pelúcia seriam impensáveis como peças do tradicional mobiliário britânico.

Mas tanto público como imprensa na Grã-Bretanha parecem estar fascinados com tais materiais, que compõem os móveis da dupla de desingers Fernando e Humberto Campana - de quem o Museu do Design, de Londres, inaugurou a mostra Zest for Life (Gosto pela Vida) neste fim de semana.

A "brasilidade" do trabalho da dupla é o que mais têm chamado atenção da imprensa britânica. "O colorido dos móveis deles é um passeio pela palheta de cores do Brasil", afirmou o jornal Observer. "Inspirados pelos modestos materiais essenciais à vida nas favelas, eles criaram objetos de luxo e destacaram a desigualdade entre ricos e pobres", destacou o Independent.

A dupla não nega tais associações. "O Brasil é nossa grande fonte de inspiração. Nós traduzimos muito o Brasil com nosso trabalho", disse Humberto Campana à BBC Brasil.

Bichos de pelúcia

A curadora do Museu do Design, Sophie McKinlay, afirma que era importante trazer a obra dos Campana à Grã-Bretanha porque eles "dão uma contribuição muito empolgante ao design atual, especialmente na maneira como fazem uso de objetos do dia-a-dia".

Ela cita, entre outras peças, as cadeiras Azul, Vermelha e Verde, presentes na exposição. "Eles pegaram uma corda de 400, 500 metros, que encontraram nas ruas de São Paulo e fizeram um artigo de luxo."

'Cadeira Banquete', dos Irmãos Campana
'Cadeira Banquete', dos Irmãos Campana

A curadora conta primeiro ter travado contato com a obra dos Irmãos Campana, ao ver a Cadeira Banquete - um dos itens da mostra, que é uma cadeira inteiramente composta por bichos de pelúcia.

Talvez a obra mais famosa a integrar a mostra seja a Cadeira Favela, composta por centenas de lascas de madeira coladas de forma assimétrica e pregadas à uma estrutura metálica. "É algo que evoca o Brasil e São Paulo. É um retrato muito pessoal de onde eles vêm", diz a curadora.

Barato que sai caro

Ainda que usem materiais baratos e muitas vezes recicláveis, o valor de mercado das obras dos Campana está bem distante dessa "origem humilde".

A Cadeira Favela que, segundo Humberto Campana, evoca as formas de uma favela brasileira, chega ao mercado europeu por valores superiores a 1,3 mil libras (acima de R$ 7,4 mil).

Humberto diz não haver qualquer ironia nesse fato. "Sou um criador, meu lado social é estimular outras pessoas a criar. Essa cadeira é produzida por um pequeno grupo de pessoas no Brasil e exportada para a Itália. Tem essa realidade, na qual um real vale seis libras", comenta.

O designer afirma que pretende criar produtos mais acessíveis ao longo do tempo. "Sinto que minha maturidade é chegar a um produto democrático, barato. Sinto que vou conseguir isso, porque sou muito obsessivo."

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
LINKS EXTERNOS
 
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade