Trocar a mão com que seguramos celular pode melhorar conexão, aponta estudo

A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo
Trocar a mão com que seguramos celular pode melhorar sinal, aponta estudo

Quando o sinal do celular está ruim, costumamos culpar a operadora, mas a razão do problema pode também estar no próprio corpo.

Um novo estudo aponta que trocar a mão com que seguramos o aparelho melhora a qualidade das conexões de voz e de dados.

O autor da pesquisa, o cientista Gert Pedersen, da Universidade Aalborg, da Dinamarca, explica que a razão é o design das antenas, que ficam justamente onde costumamos posicionar as mãos para segurá-los.

"Os fabricantes não deveriam colocar as antenas em regiões sensíveis, onde normalmente ficam nossas mãos", disse Pedersen à BBC News.

"Mas fazem isso para otimizar o espaço (no interior do aparelho). Pelo mesmo motivo, não usam o melhor modelo de antena possível."

Sinal fraco

Direito de imagem Gert Pedersen
Image caption Pesquisador testou 26 modelos diferentes de celular

O pesquisador avaliou o desempenho de 26 modelos de celular diferentes. Os aparelhos foram posicionados em um boneco de testes e em um suporte que simula o uso sem as mãos.

Os resultados mostraram que a conexão de voz é a mais afetada de acordo com a mão usada. Nos piores casos, o sinal transmitido pelo telefone ficou cem vezes mais fraco.

Ainda que menos afetada, a conexão de dados também piorou nos testes, fazendo com que, em alguns casos, o download de dados ficasse cinco vezes mais lento.

Direito de imagem Thinkstock
Image caption Especialista recomenda que celular seja colocado sobre mesa na hora de ligações e que usuário use fone de ouvido: 'se puder usá-lo sem as mãos, faça isso'

Os testes mostraram, por exemplo, que o Galaxy S7 Edge, da Samsung, o P9, da Huawei, e o Lumia 650, da Microsoft, funcionam melhor na mão esquerda, enquanto o iPhone 6S Plus, da Apple, o G5, da LG, e o HTC 10 têm melhor desempenho na mão direita.

Para contar esse problema por completo, o pesquisador recomenda cultivar novos hábitos ao usar o telefone, como fazer ligações com o aparelho sobre a mesa e conectado a um fone de ouvido.

"Se puder usá-lo sem as mãos, faça isso. Assim, o sinal melhora bastante", disse Pedersen.

"Outra coisa que você pode fazer é não segurá-lo com muita força contra a cabeça. Tente fazer isso de forma mais leve, e você terá uma conexão muito melhor."

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas