Vôlei em local de testes nucleares da Coreia do Norte intriga analistas dos EUA

Imagens satélites da base de teste Direito de imagem Digitalglobe/Getty Images
Image caption Trecho marcado em imagem colhida por e satélite sinaliza para 'provável jogo de vôlei em andamento'

Especialistas dos EUA que analisam imagens de satélite da Coreia do Norte afirmam ter visto uma atividade inusitada no local onde são realizado testes nucleares no país: partidas de vôlei.

As imagens foram registradas no último domingo por um satélite comercial em meio à especulação de que Pyongyang estaria se preparando para seu sexto teste nuclear, ao passo em que crescem as tensões com os EUA.

Os registros foram divulgadas pelo 38 North, projeto de monitoramento da Coreia do Norte realizado pela Johns Hopkins University, em Maryland.

Os especialistas Joseph S. Bermudez Jr, Jack Liu e Frank Pabian deram duas possíveis razões para a atividade inusitada na base de testes Punggye-ri.

"Possíveis explicações são [que] o local e os preparativos para um sexto teste nuclear foram colocados em modo de espera, com a equipe se permitindo algum tempo de lazer", diz o relatório.

"(Ou) Pyongyang iniciou uma pausa estratégica na atividade do local do teste como parte de um plano maior de manipulação, adiando o sexto teste nuclear até o momento em que uma detonação se reverteria em maior vantagem política".

"Independentemente disso, a base de Punggye-ri parece capaz de realizar um sexto teste nuclear a qualquer momento, uma vez que receba a ordem de Pyongyang", completa.

Direito de imagem Digitalglobe/Getty Images
Image caption Possível explicação é que teste foi colocado em modo de 'espera' e equipe aguarda com atividades de lazer

As imagens mostraram indícios de um pequeno despejo de minério, o que pode indicar trabalho de encapsulamento, mas nenhum bombeamento ativo do sistema de túnel usado para testes nucleares foi registrado.

Havia a especulação de que o líder Kim Jong-un poderia ordenar um teste nuclear para coincidir com as comemorações do 105º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, presidente fundador da Coreia do Norte, no último sábado.

As tensões aumentaram recentemente, com Pyongyang alertando Washington para não se meter na região, dizendo que o país está "pronto para reagir com ataques nucleares".

Os EUA, por sua vez, dizem que a "era da paciência estratégica" com o país acabou.

A base Punggye-ri está localizada em uma região montanhosa no nordeste do país. A Coreia do Norte disse que já realizou cinco testes nucleares bem sucedidos - em 2006, 2009, 2013 e em janeiro e setembro de 2016.

Mas permanecem as dúvidas sobre quão avançado é o programa nuclear do país.

Pyongyang afirmou ter ogivas nucleares em miniatura para uso em mísseis, mas especialistas colocam a informação em xeque pela falta de provas.

Enquanto isso, o país conduziu uma série de lançamentos de mísseis balísticos nos últimos meses, desafiando sanções da Organização das Nações Unidas (ONU).

Tópicos relacionados