Estado indiano distribui porretes para noivas se protegerem de maridos bêbados

Casamento em Madhya Pradesh Direito de imagem Hindustani Times
Image caption Cerca de 700 noivas receberam tacos em cerimônia de casamento comunitário na Índia

Centenas de noivas de um casamento comunitário na Índia ganharam tacos de madeira - semelhantes a porretes - receberam a recomendação de usá-los como armas caso seus maridos se tornarem violentos.

Mensagens como "para uso contra bêbados" de um lado e "a polícia não intervirá" do outro, estão escritas nos bastões, que medem cerca de 40 cm e são geralmente usados para lavar roupa.

Gopal Bhargava, um ministro do Estado de Madhya Pradesh, foi o autor da iniciativa e explicou que queria destacar o problema da violência doméstica e do alcoolismo na região.

"O governo sozinho não pode controlar o problema", disse Bhagarva, segundo o jornal New Indian Express. "Os bastões são um presente simbólico para as filhas recém-casadas usarem contra os alcoólatras".

Ele acrescentou que as mulheres tentassem dialogar com seus maridos antes de usar as armas. Mas se eles se recusassem a ouvi-las, os tacos - conhecidos como mogri e geralmente usados para bater roupa suja - "falariam por elas", segundo Bhargava.

'Economias gastas com álcool'

Bhargava publicou fotos de noivas com bastões em seu perfil no Facebook.

Ele contou à agência de notícias AFP que ficou preocupado com o número de mulheres das zonas rurais que enfrentavam abuso de maridos alcóolatras.

"As mulheres dizem que sempre que seus maridos ficam bêbados, eles se tornam violentos. Suas economias são gastas com álcool", ele disse.

Direito de imagem Hindustan Times
Image caption Mensagens tais como "use contra alcóolatras" estão escritas nos bastões

"Não há a intenção de provocar as mulheres ou instigá-las à violência, mas sim de prevenir a violência com o taco".

Bhargava - que integra o partido Bharatiya Janata, o mesmo do primeiro-ministro, Narendra Modi - conta ter encomendado ao todo dez mil unidades.

Quase 700 noivas ganharam o acessório na cerimônia de casamento coletivo em Garhakota, no final de semana. Além dos porretes, elas ganharam um smartphone e um cupom que pode ser trocado por dinheiro.

Assim como no Brasil, casamentos comunitários são realizados na Índia para ajudar casais de baixa renda a oficializar a união.

Alguns órgãos da mídia local chamaram a medida de "eleitoreira".

Tópicos relacionados