Diamante comprado por 10 libras em feira de usados é avaliado em 350 mil para leilão

Diamante Direito de imagem Sotheby's
Image caption Dona do anel de diamante o comprou pensando se tratar de uma joia sem valor

Um anel de diamante comprado por 10 libras (R$ 42) em uma feira de objetos usados há 30 anos irá a leilão em julho com a expectativa de ser arrematado por 350 mil libras (cerca de R$ 1,47 milhão).

Sua dona acreditava que a pedra de "tamanho fora do comum" era uma bijuteria de baixo valor quando a comprou em Londres, nos anos 1980.

Mas, na verdade, tratava-se de um diamante branco de 26 quilates do século 19. Sem saber disso, ela usou o anel diariamente por décadas.

A chefe do departamento de joias da casa de leilões Sotheby's, Jessica Wyndham, disse que "o anel foi comprado como se fosse uma joia falsa".

"Ninguém pensava que era valioso. Sua dona havia estado em algumas feiras de usados ao longo dos anos, mas não costumavam colecionar antiguidades ou diamantes. Foi um golpe de sorte, um achado incrível."

Wyndham diz que a mulher - que não quer ser identificada - presumiu que a pedra não era preciosa, porque estava junto a um monte de "porcarias" e não brilhava como um diamante.

Direito de imagem Sotheby's
Image caption O leilão está marcado para 7 de julho em Londres

Wyndham explica que o estilo antiquado da lapidação do diamante "poderia fazer as pessoas pensarem que não era uma joia de verdade".

"Por causa do seu formato de almofada, a luz não é refletida com tanta intensidade quanto deveria em comparação com os estilos modernos de lapidação. Ele foi trabalhado de forma a manter seu formato natural e preservá-lo ao máximo em vez de torná-lo o mais brilhante possível", afirma.

Depois de usá-lo por 30 anos, a dona do anel e seu marido o levaram à casa de leilões após um joalheiro dizer que poderia ser valioso.

"Eles não tinham ideia do valor. A maioria de nós sequer consegue pensar na possibilidade de ter um diamante tão grande assim."

Tópicos relacionados