'Meu pai tinha resposta para tudo': as lembranças de infância da filha de Stephen Hawking
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Assuntos extraordinários no jantar: as lembranças de infância da filha de Stephen Hawking

"Você se transformaria em um espaguete."

Foi assim que o prestigiado físico britânico Stephen Hawking respondeu a uma pergunta de um amigo do neto, que quis saber o que aconteceria se ele "caísse em um buraco negro".

Quem relembra a história é Lucy, filha de Hawking, em entrevista à BBC.

"Acho que era a festa de aniversário de oito ou nove anos do meu filho. E um dos amigos dele perguntou ao meu pai: 'Stephen, o que aconteceria comigo se eu caísse num buraco negro'", diz.

"Todo mundo ficou muito interessado e esperando pela resposta. Claro que todas as crianças ficaram maravilhadas e entenderam completamente a resposta. E todos os adultos fingiram que entenderam também", acrescenta ela.

Lucy diz que, quando ela era criança, os amigos cientistas do pai costumavam jantar na casa da família "praticamente toda a noite".

"Eles discutiam assuntos extraordinários; nenhum ficava de fora", recorda.

"Quando criança, você podia fazer qualquer pergunta e recebia uma resposta", acrescenta.

Lucy se lembra dos momentos em que ela e o irmão mais velho corriam ao lado do pai com sorvetes, enquanto ele "dirigia sua cadeira de rodas motorizada por toda Cambridge (cidade da Inglaterra)".

"Acho que provocava horror, espanto e choque. Como um deficiente físico estava na rua sozinho? O que aquelas crianças estavam fazendo", recorda.

"As pessoas ficavam espantadas. Ficavam nos olhando. Não podiam processar aquilo direito", acrescenta.

Segundo Lucy, o pai serve de inspiração a muita gente.

"Pessoas que viveram em zonas de guerra ou em circunstâncias extremas parecem ver algo de muito inspirador no exemplo de perseverança e persistência, em sua habilidade de se sobrepor ao sofrimento e ainda querer falar com humor sobre temas profundos com o resto do mundo."

Tópicos relacionados