Após escândalo, diretor decide refazer cenas de Kevin Spacey para substituí-lo em filme pronto

Os atores Christopher Plummer (à direita) and Kevin Spacey (à esquerda) Direito de imagem Reuters
Image caption Spacey (à direita) vai ser substituído pelo ator veterano Christopher Plummer (à esquerda)

O ator americano Kevin Spacey vai ser cortado do filme All the Money in the World (Todo o Dinheiro do Mundo, em português), dirigido por Ridley Scott, pouco mais de um mês antes da estreia.

A decisão é mais uma reação às denúncias de assédio sexual contra o astro.

Spacey, que interpreta o magnata do petróleo John Paul Getty no filme, será substituído por Christopher Plummer. O longa conta a história do sequestro do neto adolescente do bilionário, John Paul Getty III, em 1973.

O papel de Spacey será reformulado e suas cenas regravadas. Mas a expectativa é que a data de lançamento do filme, previsto para estrear em 22 de dezembro, seja mantida.

De acordo com a revista americana Variety, Spacey gravou por cerca de duas semanas e, em muitas cenas do filme, ele era o único ator na tela.

Mark Wahlberg e Michelle Williams, que também atuam no longa, devem participar das novas filmagens.

A produção também foi retirada da escalação do festival anual do American Film Institute (AFI), em Los Angeles.

Declínio

A carreira de Spacey começou a ruir em 30 de outubro, quando o ator Anthony Rapp contou ter sido assediado pelo astro na adolescência, em meados da década de 1980. Após a denúncia, Spacey revelou ser gay - e foi duramente criticado por ativistas LGBT, por ter, supostamente, usado sua sexualidade como "cortina de fumaça" para tirar a atenção das acusações de assédio.

Em meio à polêmica, o Netflix, provedor americano global de filmes, anunciou a suspensão de Spacey de House of Cards, série protagonizada pelo ator, e o encerramento após a próxima temporada.

Já Academia Internacional de Artes e Ciências Televisivas, responsável pelo Emmy Internacional, avisou que não dará mais um prêmio honorário a Spacey, ao mesmo tempo que o agente do ator rescindiu o contrato com ele.

Desculpas e tratamento

Rapp acusou Spacey de tentar seduzi-lo quando ele tinha 14 anos.

Em resposta, Spacey disse que não se lembrava do episódio e pediu desculpas.

Desde então, surgiram outras denúncias de assédio sexual contra Spacey. Em uma delas, a jornalista americana Heather Unruh acusa o astro de ter assediado sexualmente seu filho de 18 anos no ano passado.

Um representante do ator disse, por sua vez, que ele está buscando tratamento.

"Kevin Spacey vai tirar o tempo necessário para buscar diagnóstico e tratamento", informou um representante do ator à revista Variety.

Notícias relacionadas