As baterias que revolucionam o setor elétrico em zonas remotas da África e da Ásia
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

As baterias que têm levado eletricidade a zonas remotas da África e da Ásia

Mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo ainda não têm acesso à eletricidade.

Muitas delas dependem de combustíveis que podem ser perigosos a quem os manipula e de baixa qualidade, como querosene, porque a infraestrutura elétrica custa caro.

Mas o custo cada vez mais baixo das tecnologias renováveis vem gerando uma alternativa rentável aos métodos tradicionais em áreas remotas.

Empresas como a BBoxx estão investindo no setor, vendendo painéis solares e baterias a domicílios em partes da África e da Ásia.

A energia das baterias é, então, convertida em eletricidade para as casas.

Os usuários pagam o equipamento em parcelas por meio do celular, consumindo energia num sistema 'pré-pago'.

Tradicionalmente, muitas companhias dão empréstimos aos clientes, com o custo repassado ao usuário.

O aumento na demanda por equipamentos deste tipo gerou muita concorrência no setor.

Empresas como M-Kopa Solar e Azuri também estão se aventurando nesse mercado.

Tecnologias deste tipo estão ampliando o acesso à energia pelo mundo.

Tópicos relacionados