Menina é resgatada de escombros após terremoto na Itália
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Menina de dez anos é resgatada após 17 horas sob os escombros na Itália

Uma menina de dez anos foi resgatada com vida dos escombros após um forte terremoto atingir a região central da Itália na madrugada de quarta-feira.

Ela se chama Giulia e ficou presa sob os destroços de uma casa por 17 horas.

O resgate foi na cidade de Pescara del Tronto, uma das mais atingidas pelo tremor de magnitude 6.2.

O saldo de mortos subiu para 247 nesta quinta-feira. Centenas de pessoas ainda continuam presos nos escombros enquanto equipes de resgate lutam para encontrar mais sobreviventes.

A vítima mais jovem do terremoto até o momento foi um bebê de 8 meses, segundo o jornal Corriere della Sera.

O bebê foi resgatado com vida, em Accumoli, mas morreu na ambulância a caminho do hospital. Poucos minutos depois foram transportados do local os corpos do pai e da mãe da criança, encontrados mortos abraçados.

Uma das mais impressionantes é a dos gêmeos de 7 anos resgatados em Amatrice. Simone Serafini foi encontrado vivo, mas em estado muito grave de saúde.

Alguns minutos depois o irmão gêmeo, Andrea, foi retirado dos escombros sem vida.

Ainda em Amatrice, seguem as buscas por 35 turistas hospedados no hotel Roma, destruído pelos tremores. De acordo com o jornal Repubblica, sete corpos foram resgatados no local, mas teme-se que, sob as paredes, estejam todos os desaparecidos.

Eles estavam na cidade para um festival de gastronomia e cultura, a Sagra dell'Amatriciana, que aconteceria no próximo domingo.