Em imagens: a maior Superlua em 7 décadas vista ao redor do mundo

Superlua perto da Estátua da Liberdade, na segunda, 14 de novembro de 2016 Direito de imagem AFP
Image caption Em Nova York, o brilho da Superlua próxima à Estátua da Liberdade

Em imagens: a maior Superlua em 7 décadas vista ao redor do mundo

A maior e mais brilhante Superlua em quase 70 anos mobilizou milhares de pessoas em todo o mundo. Mas o mau tempo prejudicou os planos de muitos astrônomos amadores.

O brilho especial da Superlua pôde ser visto melhor na Ásia durante a noite de segunda-feira.

A Lua ficou a uma distância de apenas 356.509 km às 11h21 da manhã (pelo horário de Greenwich) do dia 14 de novembro - este foi o momento exato em que o satélite ficou mais próximo da Terra.

Direito de imagem AP
Image caption Silhueta de um avião sobre a Superlua, em flagrante feito em Pequim, na China
Direito de imagem AFP
Image caption No Camboja, centenas de pessoas se concentraram nas margens do rio Mekong perto do Palácio Real, na capital Phnom Penh

A órbita da Lua é elíptica e, por isso, há períodos em que o satélite se aproxima mais da Terra.

Quando o chamado perigeu - momento de maior aproximação - e a lua cheia coincidem, o resultado é uma Superlua.

O fenômeno desta segunda-feira pôde ser visto melhor na América do Norte antes do nascer do sol. No Reino Unido, o horário ideal para observação era a noite. E no Brasil, a partir do momento do pôr do sol.

As Superluas parecem 14% maiores e 30% mais luminosas em comparação com o ponto mais distante da sua órbita, chamado de apogeu.

Direito de imagem EPA
Image caption Superlua sobre um foguete espacial Soyuz MS-03 no cosmódromo russo de Baikonur, no Cazaquistão
Image caption A decepção tomou conta da multidão que foi até Bondi Beach, uma das praias mais famosas da Austrália: o céu estava encoberto por nuvens
Direito de imagem AFP
Image caption Em Nova York, o brilho da Superlua próxima à Estátua da Liberdade

A próxima vez em que a Lua ficará tão próxima de nós será em 25 de novembro de 2034 - a uma distância de 356.445 km.

A melhor maneira de conseguir uma boa foto do fenômeno é enquadrar a Lua e um ponto de referência, como uma paisagem ou monumento, de acordo com a Nasa, a agência espacial americana .

Direito de imagem AFP
Image caption Uma Superlua avermelhada pôde ser admirada em uma praia de Chennai, no extremo sul da Índia
Direito de imagem EPA
Image caption Superluas costumam provocar aumento no nível das marés. Na Cidade do Cabo, na África do Sul, rajadas de vento contribuíram para a ressaca
Direito de imagem AP
Image caption Superlua avermelhada e os arranha-céus da Baía de Victoria, em Hong Kong