O mistério das 25 toneladas de dinheiro venezuelano encontradas no Paraguai

Policiais paraguaios com sacos de cédulas Direito de imagem AP
Image caption Sacos com 25 toneladas de dinheiro venezuelano foram encontrados em casa

A polícia do Paraguai apreendeu tanto dinheiro venezuelano na cidade de Salto del Guairá, na fronteira com o Brasil, que até agora só conseguiu saber o peso das notas de bolívar: 25 toneladas.

As cédulas, de procedência irregular e diferentes valores, estavam dentro de sacos na propriedade de um conhecido comerciante de armas paraguaio. A apreensão foi feita na última sexta-feira.

Em comunicado, a polícia paraguaia informou que o dinheiro seria usado para a compra de dólares no mercado negro da Venezuela ou que o seu papel serviria para a falsificação de dólares.

Por enquanto, a única certeza é que a maioria das notas é de 100 e 50 bolívares.

Salto del Guairá fica na fronteira com a cidade de Guaíra, no Paraná.

Direito de imagem AFP
Image caption A maioria das notas apreendidas é de 100 e 50 bolívares

Pequeno valor

A Venezuela tem uma das maiores taxas de inflação do mundo - por isso, o valor de cada cédula é muito pequeno. No mercado negro local, 100 bolívares podem ser trocados por US$ 0,03.

No fim do ano passado, o governo do país denunciou que sua moeda - principalmente as notas de 100 bolívares, então as de maior valor - estava sendo contrabandeada do país.

Direito de imagem Policía de Paraguay
Image caption Polícia do Paraguai acredita que cédulas seriam usadas na falsificação de dólares

A consequência foi um anúncio, feito em meados de dezembro pelo presidente Nicolás Maduro: a cédula de 100 bolívares seria tirada de circulação e outras, de valor maior, criadas.

A medida foi adiada várias vezes, já que os bolívares de valor maior não ficaram prontos a tempo e muitos venezuelanos não conseguiram depositar ou trocar as notas no exíguo prazo fixado pelo presidente.

O novo prazo estabelecido para o recolhimento das notas de 100 bolívares é 20 de fevereiro.

É por isso que uma das linhas de investigação da polícia paraguaia é a de que o papel utilizado nas cédulas, "considerado de alta qualidade", seria destinado à impressão de dólares falsos.

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas