Polícia investiga gangue de mais de cem pessoas que come em restaurantes e sai sem pagar a conta

El Rincon de Pepin Direito de imagem El Rincon de Pepin
Image caption O restaurante Rincon de Pepin foi um dos alvos da gangue

A polícia espanhola investiga se uma gangue que comeu o equivalente a 2 mil euros (R$ 6,6 mil) em um restaurante e saiu sem pagar a conta pode ter agido em outro estabelecimento do país.

Na semana passada, o restaurante do Hotel El Carmen, na cidade de Bembibre, no noroeste da Espanha, recebeu um grupo de 120 pessoas que comeram, beberam e deixaram o local sem pagar antes de a sobremesa ser servida.

Nesta semana, porém, foi descoberto que outro restaurante, a cerca de 10 quilômetros dali, havia sofrido um golpe assim anteriormente.

Para os proprietários, os dois locais foram vítimas do mesmo grupo.

No mais recente, a gangue fez uma reserva supostamente para celebrar um batismo e fez um depósito de 900 euros (R$ 2,9 mil) pela comemoração no El Carmen.

"Tudo aconteceu no intervalo de um minuto. Foi algo planejado, eles debandaram", disse o dono, Antonio Rodriguez.

'Eles desapareceram'

O caso é muito semelhante ao relatado pela proprietária de outro restaurante, o El Rincon de Pepin, Laura Arias.

Um grupo fez uma reserva para uma festa de casamento com um cardápio relativamente simples. Eles pagaram um depósito de 1 mil euros (R$ 3,3 mil), mas consumiram 10 mil euros (R$ 33 mil) em comidas e bebidas.

"Era um grupo de 160 pessoas, e eles desapareceram. De repente, em cerca de cinco minutos", disse Arias à BBC. "Foi muito atípico."

"Normalmente as pessoas vão saindo aos poucos, e você espera que alguém venha acertar a conta no final. Mas eles não disseram nada, só desapareceram."

Segundo ela, as mesmas pessoas são responsáveis pelas duas ações. "Nós conseguimos identificar pelas fotos", afirmou.

Na segunda-feira, o jornal regional Diario del Leon afirmou que dois líderes da gangue haviam sido identificados e que a polícia estaria trabalhando para estabelecer uma relação entre os dois casos.

Notícias relacionadas