'Acessibilidade para turistas é precária no Brasil', diz empresário de turismo cadeirante
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'Acessibilidade para turistas é precária no Brasil', diz empresário de turismo cadeirante

Ricardo Shimosakai já visitou 25 países e mais de 200 destinos turísticos, mas, às vezes, o mais complexo para ele é viajar em seu próprio país, o Brasil.

Ricardo tornou-se cadeirante em 2001, após levar um tiro em uma tentativa de sequestro.

Ele abriu uma agência de turismo especializado em pacotes para quem tem mobilidade reduzida como ele, ao conhecer por conta própria as dificuldades de viajantes com deficiência.

Ricardo defende que qualquer turista, independentemente de sua limitação, deveria poder visitar todos os locais que quisesse conhecer, e não apenas aqueles que oferecem boa acessibilidade.

Clique aqui para ler a reportagem completa.