Nova-iorquinos sobem 5ª Avenida vestindo 'escultura social' de Lygia Pape
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Nova-iorquinos sobem 5ª Avenida vestindo 'escultura social' de Lygia Pape

Sábado foi dia de 'Divisor' em Nova York, de levar às ruas - com a participação de vários moradores da cidade - uma das mais conhecidas instalações/performances criadas pela artista brasileira multimídia Lygia Pape.

Imersos em uma tela branca de 30 por 30 metros, dezenas de rostos de todas as idades sorriem, brincam e circulam juntos, numa experiência coletiva que implode o muro que tradicionalmente separa artista, obra e espectador.

A reedição da performance é parte da exposição "Lygia Pape: A multitude of Forms" (Uma multidão de formas, em tradução literal), primeira grande retrospectiva da artista nos EUA, no museu Met Breuer, "braço" do Metropolitan de Nova York dedicado a arte contemporânea.

A obra atravessou oito quadras no coração de Nova York, entre o Met Breuer e o Metropolitan Museum of Art.

"O sentimento foi muito forte. Eram 60 pessoas ou mais, entre estudantes, professores, gente ligada a arte e gente que não tinha nada a ver com arte, todos unidos", diz Paula Pape, sobre a experiência do último sábado.

"Lygia Pape: A multitude of Forms" segue em cartaz em Nova York até 23 de junho.