Família vive com um salário mínimo em uma ocupação na zona sul de São Paulo
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Família vive com um salário mínimo em uma ocupação em São Paulo

O Pedreiro Carlos Augusto Silva, de 43 anos, ajudou a erguer 12 torres de prédios de 23 andares, mas dorme em um colchão dentro de um barraco feito de bambu e lona preta.

A única renda garantida da família é um salário mínimo que o Estado paga à mulher de Carlos, Odilene.

Ela conseguiu o benefício na Justiça após deixar o trabalho para cuidar do filho de 27 anos, que tem deficiência física e mental.

O sonho do casal é que seu filho mais novo estude e tenha um futuro diferente de seus pais.

O pedreiro Carlos define sua vida como um jogo de escolhas.

"Você compra remédio ou comida. Às vezes, você deixa de cortar o cabelo para comer, deixa de comprar um sabonete para comer. Você deixa de tirar barba. Você sempre precisa cortar uma coisa para fazer a outra".

Clique aqui para ler a reportagem completa.

Reportagem: Felipe Souza / Imagens: Felix Lima