Crise não afeta animês

Player

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Está sendo realizada a Feira de Animação de Tóquio, a maior do mundo, que este ano reúne 255 expositores. Cerca de 130 mil pessoas são esperadas até o fim do evento, que termina neste sábado.

Apesar da crise econômica que atinge o Japão, os estúdios de animação continuaram com produção máxima. Segundo a Associação de Animações Japonesas, em 2008 as produtoras movimentaram cerca de 2,4 bilhões de dólares.

Segundo o produtor-chefe da feira, Hitoshi Suzuki, por semana são feitos em média 70 novos capítulos de séries animê para tevê. O Japão também lança todos os anos cerca de 15 desenhos de longa-metragem. Sem contar os produtos licenciados.

Os animês japoneses são produto de exportação em massa para o mundo todo. Ásia, Europa e Estados Unidos são os principais consumidores.

Por enquanto, o Brasil ainda representa uma fatia pequena no mercado mundial. Menos de 10% dos produtos relacionados a animês exportados pelo Japão têm como destino o consumidor brasileiro. Mas se as previsões dos produtores se confirmarem essa situação deve começar a mudar em breve.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.