Brasil investe em novos satélites para recuperar atraso no setor aeroespacial

Player

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Em comparação aos outros países que formam os BRICs, o Brasil ainda precisa avançar muito no setor aeroespacial, considerado essencial para nações que têm ambições de liderança internacional. Especialistas na área lembram que o país investe entre US$ 100 milhões e US$ 200 milhões no setor, enquanto a Índia, por exemplo, investe cerca de US$ 500 milhões anualmente.

Para mudar o cenário até 2020, o Brasil vem investindo principalmente na construção de novos satélites mais eficazes para monitorar seu território.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.