Enchentes no Maranhão

Player

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Mais de 5 mil pessoas estão isoladas em dezenas de comunidades rurais do município de Bacabal, um dos mais atingidos pelas enchentes no Maranhão, depois que fortes chuvas voltaram a cair na região nas últimas três noites.

As chuvas interditaram as rodovias vicinais por onde a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros levavam alimentos e remédios às famílias que vivem nessas comunidades, muitas formadas por quilombolas ou pequenos agricultores.

A maioria dos moradores dessas comunidades rurais cultiva pequenas lavouras de subsistência, que foram devastadas pelas enchentes. Sem ter o que colher, essas famílias dependem das cestas básicas doadas pelo governo ou por voluntários.

Segundo o tenente Fernando Carvalho Ricardo, responsável pelas ações de apoio da Defesa Civil de São Paulo no Maranhão, até o fim de semana era possível levar o auxílio pelas estradas de terra até boa parte do caminho. Depois, as cestas básicas e remédios seguiam por botes com motor de popa.

Agora, com as estradas interditadas, essa ajuda ficou impossível.

Carvalho afirma que os botes têm autonomia de cerca de 2h30, o que é insuficiente para alcançar essas comunidades, algumas localizadas a até seis horas de barco da sede do município.

Helicóptero

A última ação de apoio antes da interdição das estradas ocorreu na sexta-feira, quando foram entregues 280 cestas básicas e 50 kg roupas a 97 famílias da comunidade quilombola de Seco das Mulatas.

O trajeto de ida e volta, de cerca de 80 km por terra e 20 km pelo rio, foi feito em cerca de 13 horas. Em parte do trecho, as cestas tiveram de ser transportadas em carros de boi.

O capitão Rodrigo Quintino, responsável pelas ações de apoio do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo na região, diz que, sem poder usar as estradas, só se poderá chegar a essas famílias com a ajuda de um helicóptero.

A expectativa, segundo Quintino, é de que uma aeronave seja cedida pelo Estado do Maranhão ainda nesta semana. O helicóptero faria parte do trajeto, e o restante seria feito de bote.

Impacto

Banhada pelo rio Mearim, Bacabal vem sendo castigada pelas chuvas há mais de um mês e é uma das cidades em que as enchentes tiveram maior impacto no Maranhão.

A Defesa Civil calcula que cerca de 15% dos 97,8 mil habitantes de Bacabal tenham sido atingidos de alguma forma pelas cheias.

Além das 5,4 mil pessoas isoladas nas comunidades rurais, há outros 4,7 mil desabrigados no município e 5,6 mil desalojados, que permanecem hospedados na casa de parentes ou amigos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.