Museu de História Natural de Londres inaugura ala na forma de casulo

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

O Museu de História Natural de Londres inaugurou nesta segunda-feira uma ala na forma de um casulo dedicada ao pesquisador britânico Charles Darwin.

A estrutura, chamada de Cocoon (casulo), vai abrigar 17 milhões de espécies de insetos e três milhões de espécies de plantas.

O museu diz que mais de 200 cientistas vão trabalhar dentro do prédio ovalado de oito andares e o público poderá vê-los trabalhando através de janelas de vidro reforçado.

Alguns dos pesquisadores estarão disponíveis para contar o que estão fazendo aos visitantes através de um sistema de comunicação acionado por um botão.

O visitante pode saber detalhes sobre como as asas de um inseto estão sendo mapeadas, sobre a descoberta de novas espécies entre material recém-chegado e como é decidido o nome que elas recebem.

O equipamento para análise de DNA e as técnicas de fotografia de alta definição de plantas secas também estarão ao alcance da curiosidade do visitante no Sackler Biodiversity Imaging Laboratory.

As instalações conterão ainda uma Climate Change Wall (Parede de Mudanças Climáticas), uma parede com 12 metros de comprimento com telas que mostram filmes e gráficos interativos que destacam a mudança de clima da Terra e como a pesquisa realizada no museu ajuda os esforços globais para entender a mudança.

Os administradores do museu esperam receber até 2,5 mil visitantes por dia.

A estrutura projetada pelo arquiteto CF Moller, da Escandinávia, contrasta com o estilo vitoriano do prédio, e foi inaugurada pelo príncipe William de Gales, filho da falecida princesa Diana.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.