Afeganistão

Comandante talebã faz ameaças em entrevista à BBC

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Em uma entrevista exclusiva com o correspondente da BBC em Cabul Ian Pannel, um comandante talebã disse que o envio de mais soldados para o Afeganistão vai ser enfrentado com mais violência.

Em meados de dezembro, o presidente americano, Barack Obama, anunciou que 30 mil soldados a mais servirão no país.

Falando de um local secreto, o líder insurgente disse que 2009 foi um ano de sucesso para o talebã.

"Obama está mandando mais tropas para o Afeganistão, o que quer dizer que mais americanos vão morrer. Com poucos recursos, podemos causar ainda mais ferimentos e mortes", disse ele à BBC.

O comandante também nega que o grupo seja responsável pela morte de civis.

"Nós não matamos civis, mas os americanos, sim. O povo do país nos apoia, sem o apoio deles nosso movimento islâmico não poderia crescer."

Apesar da declaração, o talebã é acusado de causar a maior parte das mortes de civis no país. Em agosto, eles atacaram um comboio militar em Cabul. Dez afegãos que passavam pelo local morreram e mais de 50 ficaram feridos. O grupo não parece se arrepender de ataques como este.

"Eu quero dizer às mães de soldados estrangeiros: se vocês amam seus filhos, façam com que eles fiquem em casa, trabalhando pelo bem de seu próprio país. Vocês invadiram nossas casas, mataram nossos civis, e eu posso dar muitos exemplos", disse o comandante islâmico ao repórter da BBC.

Para acabar com a guerra, segundo o líder talebã, seria preciso tirar todos os soldados estrangeiros do país.

"Nosso líder, mulá Omar, teria que nomear representantes para negociar, mas primeiro (o presidente) Hamid Karzai deveria pedir que as tropas estrangeiras deixem o país. Quando ele fizer isso, aí vamos sentar e conversar com ele. Sem isso, não podemos."

O principal desafio para os soldados que chegam ao Afeganistão vai ser enfraquecer o talebã, um grupo que ganhou força, como o próprio presidente Obama admitiu. Se eles não conseguirem isso, o novo plano do Ocidente pode fracassar.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.