Ano Novo é saudado com show de luz e cor

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

O ano de 2010 fo recebido com grandes festas em vários países ao redor do mundo.

O Ano Novo começou primeiro no Pacífico Sul. À meia-noite na Nova Zelândia (hora local, 9h da quinta-feira em Brasília), um grande espetáculo de fogos de artifício teve início na Sky Tower, em Auckland.

Uma exibição ainda maior ocorreu na Baía de Sydney, na Austrália, onde mais de quatro toneladas de explosivos criaram um show de luz e cor no céu sobre a famosa ponte da cidade, reunindo cerca de 1,5 milhão de pessoas.

A capital do Japão, Tóquio, recebeu 2010 no estilo tradicional: com o som dos sinos dos templos da cidade tocados à meia-noite.

Na Europa e nos Estados Unidos, a chegada do Ano Novo foi marcada por festas já famosas.

Em Moscou, apesar de uma forte nevasca e das temperaturas de cerca de 10°C abaixo de zero, uma série de celebrações foi organizada na Praça Vermelha, para um público de mais de 120 mil pessoas.

Milhares também se reuniram em volta da Torre Eiffel, em Paris, para um show de luzes e música que foi classificado pelas autoridades francesas como uma exibição "única e mágica".

A virada de ano em Londres foi festejada com fogos de artifício em torno da roda gigante do London Eye nas margens do rio Tâmisa. E em Nova York, a segurança foi reforçada na praça de Times Square para a tradicional contagem regressiva para a chegada de 2010.

Políticos

Líderes mundiais aproveitaram a data para relembrar os desafios de 2009 e expressar seus desejos para 2010.

O governo da Coreia do Norte pediu o fim da relação de hostilidade com os Estados Unidos em uma mensagem de Ano Novo publicada em três jornais do país.

Em um discurso à nação, o presidente russo, Dmitri Medvedev, agradeceu a população por enfrentar a crise econômica e falou de valores da família.

“O ano passado não foi muito fácil para nosso país, e gostaria de agradecer a todos por enfrentar juntos”, disse.

“Nosso sucesso no ano novo depende do que cada um de nós fará pelo país e pela família”, afirmou Medvedev no tradicional discurso de encerramento de ano.

Na França, o presidente Nicolas Sarkozy também citou a crise econômica em um pronunciamento à nação.

“Este ano que está terminando foi difícil para todos. Nenhum continente, nenhum país, nenhum setor passou ileso”, disse o presidente.

“Nossos desafios ainda não terminaram, mas 2010 será um ano de renovação”, afirmou Sarkozy.

O presidente disse ainda que a França sofreu menos que outros países e prestou uma homenagem à coragem do povo francês em enfrentar a crise.

Lua Azul

Em algumas regiões do mundo, o Ano Novo será festejado ainda com um evento conhecido como “Lua Azul”, que nada tem haver com a cor, mas significa a segunda lua cheia em um mês.

O último Ano Novo com a Lua Azul aconteceu em 1990 e acontecerá novamente somente em 2028.

A Lua Azul de Ano Novo poderá se vista nos Estados Unidos, Canadá, Europa, América do Sul e África. Na Ásia e na Austrália, o fenômeno acontecerá no 1º dia de 2010.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.