Rússia

Após pancadaria, Parlamento da Ucrânia aprova permanência de base russa

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Em meio a cenas de pancadaria, o Parlamento da Ucrânia aprovou uma extensão de 25 anos no acordo para a permanência de uma base naval russa no Mar Negro.

Chuva de ovos, socos e bombas de fumaça não impediram que o governo conseguisse a aprovação, por margem apertada - 236 votos de um total de 450 -, um acordo com a Rússia, que, em troca, vende gás à Ucrânia com desconto.

As relações entre os governos da Ucrânia e da Rússia vem melhorando rapidamente depois da eleição, em fevereiro, do presidente Viktor Yanukovych, que é favorável a uma aproximação com Moscou.

A oposição pró-Ocidente lançou ovos contra o presidente da casa, Volodymyr Lytvyn, que teve que se proteger, junto com assessores, com um guarda-chuva. Deputados trocaram socos no plenário.

O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, visitou a capital, Kiev, na segunda-feira, onde ofereceu cooperação na fabricação de aeronaves e navios e na geração de energia nuclear.

Putin disse que a controvérsia sobre o acordo relativo à base naval era "inesperada".

O preço que a Ucrânia tinha pedido inicialmente era "além dos limites razoáveis", e os subsídios ao gás fornecido vai custar à Rússia de US$ 40 bilhões a US$ 45 bilhões em dez anos.

Mas, ele acrescentou que o acordo "não é só uma questão de dinheiro".

"Cooperação militar, sem dúvida, aumenta a confiança entre dois países, nos dá uma oportunidade de trabalhar com confiança nas esferas política, social e econômica", acrescentou.

O acordo também foi aprovado pela Câmara Baixa do Parlamento da Rússia, mas em uma votação mais calma, onde 410 legisladores votaram à favor e nenhum contra.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.