História

Cientistas encontram sapato mais antigo, com 5,5 mil anos

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Cientistas afirmam ter encontrado o sapato de couro mais antigo do mundo, com 5,5 mil anos.

O calçado foi desenterrado por um grupo internacional de arqueólogos na Armênia. No tamanho 37, ele provavelmente pertenceu a um adolescente.

Os cientistas dizem acreditar que as pessoas começaram a usar sapatos muito antes disso, mas essa é a primeira prova de que humanos já eram capazes de fabricar objetos assim naquela época.

O sapato foi encontrado em uma vala dentro da estrutura de uma casa. Ele estava abaixo do chão de argila, debaixo de um vaso de cabeça para baixo.

Os cientistas não sabem se os objetos foram escondidos ali ou simplesmente abandonados.

A tecnologia usada pelos ancestrais dos sapateiros responsáveis por fazer o calçado é simples. Os pesquisadores pediram a um sapateiro irlandês para fazer réplicas.

O artesão disse que o calçado é simples, sua fabricação não exige habilidade e é muito básico. É praticamente um chinelo fechado.

O sapato foi encontrado em buscas arqueológicas por indícios de homens de Neandertal que teriam vivido na região da fronteira com a Turquia e o Irã.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.