áfrica

Hipopótamo salva-vidas resgata filhotes de gnu e zebra em rio

Galeria de fotos: Hipopótamo salva-vidas

  • Foto: Michael Yule/Lemala Camps
    Turistas em um safári na África ficaram boquiabertos ao testemunhar um hipopótamo resgatando animais durante a travessia de um rio cheio de crocodilos. Foto: Michael Yule/Lemala Camps
  • Foto: Sanctuary Olonana
    Durante a travessia do rio Mara, uma mãe gnu foi separada de seu filho. O hipopótamo fêmea foi em direção ao bebê gnu e o empurrou gentilmente até à margem. Foto: Sanctuary Olonana
  • Foto: Michael Yule/Lemala Camps
    Os guias acreditam que foi o instinto maternal que fez o hipopótamo fêmea resgatar filhotes de outras espécies. Foto: Michael Yule/Lemala Camps
  • Foto: Michael Yule/Lemala Camps
    Apenas dez minutos depois, o mesmo hipopótamo viu uma pequena zebra lutando para cruzar o rio e, novamente, a ajudou a atravessar a forte torrente. Foto: Michael Yule/Lemala Camps
  • Foto: Michael Yule/Lemala Camps
    Os visitantes tinham ido ver a migração de um grupo com milhares de gnus, que viaja entre o Quênia e a Tanzânia em busca de novos pastos. Foto: Michael Yule/Lemala Camps
  • Foto: Sanctuary Olonana
    Os moradores locais descrevem o comportamento do hipopótamo como raro, mas dizem que essa parte do rio Mara é conhecida pela ocorrência de episódios incomuns. Foto: Sanctuary Olonana

Turistas em um safári na África ficaram boquiabertos ao testemunhar um hipopótamo resgatando outros animais durante a travessia de um rio infestado de crocodilos.

Os visitantes tinham ido ver a migração de um grupo com milhares de gnus, que viaja entre o Quênia e a Tanzânia em busca de novos pastos.

Durante a dramática travessia do rio Mara, uma mãe gnu foi separada de seu filho, que foi levado pela correnteza. Um hipopótamo fêmea que observava tudo perto dali foi em direção ao bebê gnu e o empurrou gentilmente até à margem.

Apenas dez minutos depois, o mesmo hipopótamo viu uma pequena zebra lutando para cruzar o rio e, novamente, a ajudou a atravessar a forte torrente.

"O pequeno animal estava axausto ao chegar a alguma pedras bem perto do outro lado do rio. O hipopótamo saiu da água e se posicionou atrás da zebrinha e começou a empurrá-la, mordendo gentilmente seu traseiro, como quem diz 'vamos lá, não desista agora, você vai conseguir. Basta um pulinho e você chega lá'", disse Tom Yule, gerente geral do Clique Lemala Camps, que estava assistindo à migração e testemunhou o episódio.

"Claro que com um incentivo de alguém cinquenta vezes o seu tamanho, o filhote lentamente desceu das pedras, cruzou o pequeno canal até o lado oposto e se reuniu com o resto da família."

'Episódio raro'

Os hipopótamos não são geralmente descritos como agressivos, a não ser quando acham que seu território está sob ameaça.

"Esta situação em particular é muito rara, mas essa parte do rio Mara é conhecida pela ocorrência de episódios incomuns, já que é ali que os gnus cruzam o rio cheio de crocodilos", disse o vice-presidente do Clique Santuário Olonana, David Spooner.

"No início, nosso guia Abdul Karim e os hóspedes acharam que o hipopótamo iria atacar, mas aí eles perceberam que eram os instintos maternos surgindo no hipopótamo fêmea quando ele viu o bebê gnu e o perigo representado pelos crocodilos", conta Spooner.

"O amor maternal é tão forte que pode até ultrapassar a barreira da espécie", disse o guia Abdul Karim.

Guias doClique também registraram o episódio e descreveram os resgates realizados pelo hipopótamo como "milagrosos" em seu website.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.