Cultura

Buenos Aires ganha museu dos Beatles

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

O Museu Beatle abriu as portas em Buenos Aires neste mês.

O acervo é a coleção particular de Rodolfo Vásquez, iniciada quando ele tinha apenas 10 anos.

Hoje, o argentino é considerado pelo livro Guinness World Records o maior colecionador particular de material dos Beatles do planeta.

"A ideia de fazer o museu veio da vontade de mostrar os objetos, senão, eles ficariam guardados em caixas e baús", afirmou Vásquez.

Museu Beatle

O museu apresenta cerca de 2 mil dos mais de 8,5 mil objetos da coleção

Entre as mais de 8,5 mil peças da coleção tem de tudo: ladrilhos do Cavern Club, um cheque assinado por Ringo Starr, mas o mais valioso é um autógrafo de John Lennon comprado em Nova York em 1981.

Ele pretende expor no museu um acervo rotativo, sempre com cerca de 2 mil objetos.

Mas para Rodolfo Vásquez, falta uma coisa para completar o arquivo de memórias.

Ele diz que gostaria de apertar a mão de Paul McCartney e Ringo, dar-lhes um abraço e bater um papo. Isso o completaria e faria dele o colecionador mais feliz do planeta.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.