Oriente médio

Manifestantes amanhecem em praça central do Cairo

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Dezenas de milhares de pessoas desafiaram o toque de recolher imposto pelo governo e amanheceram na Praça Tahrir, no centro do Cairo, e em várias cidades do Egito, para um sétimo dia de protestos pela renúncia do presidente Hosni Mubarak.

Aumentando ainda mais a pressão sobre o governo, os manifestantes convocaram uma greve geral para esta segunda-feira, e uma grande passeata para terça.

No domingo, a TV estatal mostrou imagens de Mubarak reunido com seu novo vice-presidente, Omar Suleiman, e alguns generais.

Depois da reunião de Mubarak, tanques do Exército foram enviados à praça Tahrir e jatos da Força Aérea para sobrevoaram a manifestação.

Os manifestantes bloquearam a entrada dos tanques na praça.

No domingo, o líder da oposição e prêmio Nobel da Paz, Mohamed ElBaradei, foi à praça Tahrir e pediu que Mubarak deixe o governo. ElBaradei também pediu paciência à população, pois disse acreditar que mundanças importantes chegarão ao país nos próximos dias.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.