Cultura

Cientistas estudam ás do 'beatbox'

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Tocar com outro programa

Um estudo da universidade University College London (UCL) comparou a atividade cerebral do campeão britânico de "beatbox" (a arte de imitar sons de instrumentos com a boca) com a de um iniciante.

Os pesquisadores observaram com o equipamento de ressonância magnética não apenas a atividade cerebral, mas também os movimentos da boca e da laringe de Harry Yeff, conhecido como Reeps One.

Harry Yeff, Reeps One

Harry Yeff diz ter ficado surpreso com o tamanho da própria língua

Os cientistas da UCL constataram que o cérebro do mestre do "beatbox" apresentava atividade em bem menos áreas do que o do iniciante.

A explicação para isso, segundo a estudiosa Carolyn McGettigan, é que duas áreas do cérebro de Yeff, o cerebelo e o córtex motor, parecem trabalhar com muito mais intensidade e foco.

"Começou como brincadeira, mas agora tenho a prova científica, dada por médicos, de que realmente sou um mestre", disse Reeps One à BBC.

O artista afirma ter ficado fascinado pela experiência, mas que a primeira coisa que pensou foi que não tinha ideia da enormidade do tamanho da própria língua.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.