Ásia

Japão quer abolir terno em escritórios para poupar energia

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Tocar com outro programa

O governo do Japão quer que os funcionários de escritórios usem roupas casuais ao invés dos tradicionais ternos e gravatas neste verão.

O objetivo do projeto, chamado "Super Cool Biz", é economizar energia elétrica que seria gasta com ar condicionado, principalmente depois da crise gerada pelo desastre na usina nuclear de Fukushima, atingida pelo tsunami depois do terremoto de março.

"Devido à falta de energia o governo está pedindo uma economia de 15%. E esta economia não é apenas para passar pelo verão, mas também para mudar o estilo de vida japonês", disse ministro do Meio Ambiente Japonês, Ryu Matsumoto, durante o lançamento da nova coleção.

A ideia de uma moda verão para o escritório surgiu em 2005. Mas, em 2010, o governo quer liberar até camisetas polo para os tradicionais escritórios japoneses.

Procura

Desfile do projeto Super Cool Biz no Japão

Desfile do projeto Super Cool Biz no Japão

A procura de moda casual já aumentou nas lojas. Mas esta é uma ideia que tem dividido opiniões: enquanto alguns acham que os funcionários podem parecer desleixados, outros aprovam a contribuição para economizar eletricidade.

O verão japonês nem começou e o calor já está forte. A temperatura limite para escritórios é de 28 graus e algumas luzes já passam o dia desligadas. Os escritórios já mudaram turnos de trabalho, para espalhar a demanda de energia durante o dia e a semana.

"Os japoneses seguiam a rotina tradicional: de segunda à sexta, das nove às cinco. E, apesar de o incidente de Fukushima ser grave, pode ser o catalizador de uma mudança para que possamos ser mais como o ocidente e aproveitarmos mais as horas de lazer", disse Kou Iizawa, gerente de escritório.

O Japão corre o risco de blecautes a não ser que o consumo de energia elétrica diminua.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.