BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
27 de abril, 2002 - Publicado às 15h14 GMT
Paulistas tiram a roupa para fotógrafo no Ibirapuera
Fotógrafo diz que seu trabalho celebra a vida
Fotógrafo diz que seu trabalho celebra a vida

Isabel Murray, de São Paulo

Acordar no meio da madrugada somente para tirar a roupa no meio do maior parque público da maior cidade da América do Sul.

Centenas de brasileiros fizeram exatamente isso na manhã desse sábado, quando posaram para uma foto de nu coletivo do fotógrafo americano Spencer Tunick, no Parque do Ibirapuera, numa performance que fazia parte da Bienal Internacional de Arte de São Paulo.

Há divergências quanto ao número de participantes. De acordo com a equipe do fotógrafo, 1.200 pessoas compareceram ao evento. Mas a guarda civil metropolitana calcula que 400 pessoas tiraram a roupa diante das lentes do fotógrafo e de uma multidão de jornalistas e curiosos.

A grande maioria dos voluntários era formada por homens.

Clima de brincadeira

Os modelos, que se inscreveram pela internet, começaram a chegar ao parque às cinco horas da manhã, como pedia a organização. Apesar de Tunick insistir que o que faz é um trabalho de arte sério, o clima era de muita brincadeira e completa euforia.


Repórter e travesti posaram como modelos

"Eu já tirei um monte de fotos sem calça só para zoar com meus amigos", disse Marcos, de 22 anos, que conseguiu convencer mais dois amigos a irem com ele. "Então isso aqui vai ser mais engraçado ainda."

Alguns disseram que estavam lá pela proposta inusitada, como a artista plástica Majô Ferreira, de 31 anos. "Acho o trabalho do Spencer maravilhoso, e quero fazer parte".

"Dá um pouquinho de vergonha, sim", confirmou Suzy, arquiteta de 32 anos.

Repórter pelado

Ainda estava escuro quando a primeira confusão aconteceu. Um repórter de um programa de variedades na TV já chegou sem roupas, tentando fazer entrevistas com a equipe de Spencer Tunick, que não achou graça nenhuma na brincadeira.

O repórter foi removido pela polícia para a área reservada à imprensa, onde permaneceu pelado. Durante as fotos, não só ele, como dois outros repórteres (incluindo um travesti), tomaram parte das fotos como modelos.


Homens formavam maioria dos voluntários
Somente com o nascer do sol, as fotos começaram. No alto de uma escada, Spencer Tunick deu as instruções ao grupo, com a ajuda de uma tradutora. A cada gracejo, ele era aplaudido com entusiasmo.

Ver centenas de pessoas tirarem as roupas em público, sem nenhum preocupação com padrões estéticos ou pudor aparente é uma cena insólita. Mais ainda, porque entre uma locação e outra, o grupo andava nu dentro do parque, acenando para os jornalistas.

Nu artístico

As fotos de Spencer Tunick não têm nenhum apelo sensual ou erótico. Muitos críticos as comparam a fotos tiradas em campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. O artista rejeita a comparação.

"Você também pode pensar nos massacres de Ruanda, Bósnia, no holocausto armênio, ou em desastres como terremotos e deslizamentos de terra", disse à BBC Spencer Tunick.

"São catástrofes que podem deixar milhares de pessoas sem roupas. Há muitas maneiras de ver uma massa de corpos como a expressão da morte, mas eu prefiro interpretar como a vida. Meu trabalho é uma celebração à vida."

Durante as fotos, Spencer pede que as pessoas não olhem diretamente para a câmera, e nem sorriam. O resultado é estranho e impactante.

Spencer Tunick já passou por 30 países tirando fotos de gente nua para o projeto Nude Adrift. São Paulo é a última etapa da turnê.

"Acho que as pessoas querem fazer algo diferente com seus corpos, usá-los como objetos de arte, como parte de uma escultura", disse Tunick. "É uma experiência libertadora".

Todos os modelos voluntários vão receber uma cópia da foto que Spencer Tunick julgar ser a melhor da série. E as fotos de toda a turnê serão exibidas em Nova York no final do ano.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC