BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
07 de junho, 2002 - Publicado às 17h54 GMT
Sobrinho de Kennedy vai para a cadeia por crime de 1975
Júri demorou três dias para chegar ao veredito
Júri demorou três dias para chegar ao veredito

Um membro do clã Kennedy foi condenado nesta sexta-feira por um assassinato cometido há 27 anos, em um veredicto acompanhado por milhões de pessoas nos Estados Unidos.

Michael Skakel - sobrinho de Bobby Kennedy, irmão do ex-presidente americano John F. Kennedy - pode ser condenado à prisão perpétua. Sua sentença será definida nos próximos dias.

Hoje com 41 anos, Skakel é acusado de matar a golpes de taco de golfe a adolescente Martha Moxley, quando ambos tinham 15 anos. Moxley foi encontrada morta no jardim da casa de seus pais.

O taco pertencia à mãe de Skakel. Embora não tenha alegado inocência no tribunal, Skakel teria confessado o crime a terceiros. "Não vou ser condenado por assassinato porque eu sou um Kennedy", teria dito Skakel a Gregory Coleman. Coleman morreu no ano passado, mas seu testemunho foi lido no tribunal de Connecticut.

Ciúmes


Martha Moxley, morta quando tinha 15 anos
Os dois jovens eram vizinhos em um bairro de classe alta de Greenwich, no Estado de Connecticut. Segundo a tese de acusação, Skakel estaria apaixonado por Moxley e teria ficado com ciúmes ao ver a adolescente conversando com o irmão dele.

Apesar de não terem apresentado testemunhas nem provas materiais sobre o crime, cometido em outubro de 1975, os promotores basearam sua argumentação em contradições nos depoimentos de Skakel.

A defesa, no entanto, alegou que a argumentação da acusação era falha.

"Eles só têm o esboço de um motivo", afirmou o advogado de Skakel, Mickey Sherman, segundo a agência de notícias britânica PA.

Estigma

O crime sempre foi uma "pedra no sapato" para a mais famosa dos Estados Unidos. Nos últimos 27 anos, surgiram inúmeras acusações contra a polícia por supostamente não se empenhar nas investigações sobre o caso.

A mãe de Martha Moxley, Dorothy, comemorou o veredicto, decidido por um júri popular depois de três dias de deliberações.

"Achei que este dia nunca chegaria", disse Dorothy Moxley, segundo a agência de notícias France Presse.

Em janeiro de 2000, Skakel chegou a ser preso em conexão com o crime do qual sempre foi o principal suspeito.

Skakel é sobrinho de Ethel Skakel Kennedy, viúva do senador Robert Kennedy.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Notícias relacionadas:
27 de março, 2001
  Cientista apóia tese de que dois atiraram em Kennedy
Links externos:
Judiciário de Connecticut (em inglês)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC