Farc devem libertar reféns no domingo, diz senadora

A senadora colombiana Piedad Córdoba durante entrevista (AFP)
Image caption Senadora já participou de negociações para libertação de outros reféns

As Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) devem libertar alguns de seus reféns no próximo domingo, de acordo com a senadora colombiana Piedad Córdoba.

A senadora, que já auxiliou nas negociações para a libertação de outros reféns, afirmou nesta quarta-feira que foram dadas a ela as coordenadas exatas do local do resgate.

"Eu já tenho as coordenadas, a operação está a caminho e a primeira liberação acontece no domingo, depois acontecerão três entregas sucessivas", disse a senadora a repórteres.

Segundo ela, dois políticos locais e quatro membros das forças de segurança colombianas que estão em poder da guerrilha devem ser libertados.

O governo brasileiro e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha estão envolvidos na coordenação da ação e no posterior transporte dos reféns.

Segundo informações da agência Reuters, o Brasil teria fornecido dois helicópteros para a operação de resgate.

Reféns políticos

Se confirmada, esta será a primeira entrega voluntária de reféns desde fevereiro de 2008, quando o presidente venezuelano, Hugo Chávez, chegou a um acordo com a guerrilha para a libertação de quatro sequestrados.

Acredita-se que a guerrilha tenha ainda em seu poder 28 reféns políticos, que tenta usar como moeda de troca na libertação de militantes presos pelo governo colombiano.

Em julho, a mais importante refém deste grupo, a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, foi colocada em liberdade, junto com outros sequestrados, após uma operação do governo colombiano.