Islândia será 1º país a ser governado por homossexual assumida

Johanna Sigurdardottir
Image caption Johanna Sigurdardottir foi ministra de assuntos sociais

A coalizão que governa a Islândia anunciou neste domingo que escolheu uma homossexual assumida para o cargo de primeiro-ministro.

Com isso, o país passa a ser o primeiro na história a ser governado por uma pessoa assumidamente com tal orientação sexual.

A ex-ministra de Assuntos Sociais Johanna Sigurdardottir, de 66 anos, será premiê até que novas eleições sejam realizadas no país, em maio.

Segundo analistas, a indicação de Sigurdardottir representa um feito histórico no movimento pelos direitos dos homossexuais.

Entretanto, para muitos islandeses, trata-se de algo que não surpreende.

"Eu não acho que a orientação sexual dela importa. Nossos eleitores são bem liberais, eles não se importam com isso", disse à BBC Skuli Helgeson, secretário-geral da Aliança Social Democrática, o partido de Sigurdardottir.

A coalizão de governo islandesa divulgou um comunicado dizendo que o novo gabinete vai começar a trabalhar imediatamente para combater a crise econômica que tomou conta do país.

A crise levou à queda do governo chefiado pelo premiê Geir Haarde no mês passado.

"O governo herda enormes dificuldades devido ao colapso bancário e sistêmico, além de um considerável e rápido aumento de dívidas externas", diz o comunicado.