Lula defende Dilma para 2010: "Sabemos o peso que a mulher tem em casa"

Lula discursa em Manguinhos, no Rio

Lula defendeu investimento federal nas favelas (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender a candidatura pelo PT da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência nas eleições de 2010, em entrevista exclusiva à BBC, na terça-feira, no Rio.

"Ela é a pessoa mais qualificada hoje para governar o Brasil", afirmou. "Ela coordena os principais programas de desenvolvimento e conhece muito bem o Brasil. É uma gerente extraordinária."

"Mas na verdade eu nem gostaria muito de falar em 2010, porque quem tem pressa para 2010 é a minha oposição."

Quando perguntado se o Brasil estaria preparado para ter uma mulher na Presidência, Lula respondeu: "Todos nós, homens casados, sabemos o peso que a mulher tem em nossa casa. Sabemos a força que a mulher tem".

Favelas

Lula falou com exclusividade ao correspondente da BBC Gary Duffy após visita a favelas no Morro Dona Marta e em Manguinhos, no Rio, onde participou da entrega de casas populares e da inauguração de escolas.

"Os governos federal, estadual e municipal estão entendendo que a melhor forma de combater o narcotráfico e o crime organizado é a presença do Estado dentro da comunidade", afirmou.

"O Estado tem de se colocar nas favelas com escola, com formação profissional, com biblioteca, com delegacia de polícia, mas sobretudo com muito lazer e cultura, iluminar ruas, melhorar moradias... É isso o que faz com que as pessoas passem a perceber que o Estado está tentando cuidar da sua vida."

Ele espera que a intervenção dos governos no Morro Dona Marta possa servir de modelo para outras favelas do Rio.

"Antigamente era só intervenção policial com muita brutalidade. Agora estamos investindo na formação de policiais na própria comunidade", disse. "Inteligência é mais importante que brutalidade."

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.