Homem tenta contrabandear pombos nas calças

Pombos escondidos em calça de passageiro australiano

Além de pombos, australiano levava também ovos, sementes e berinjela

Um homem foi preso no Aeroporto Internacional de Melbourne, Austrália, tentando contrabandear pombos vivos dentro das calças.

Autoridades do departamento de Proteção Alfandegária e de Fronteira pararam o homem de 23 anos, que mora em Melbourne, depois de ele ter chegado em um voo vindo de Dubai no domingo.

Durante o exame de bagagem, foi descoberto que o passageiro levava o que seria uma pequena embalagem no bolso, contendo vitaminas.

Quando a embalagem foi aberta, os oficiais da alfândega descobriram dois ovos.

Berinjela

O homem foi então levado para uma sala fechada do aeroporto onde foi descoberto que ele usava uma malha debaixo das calças e, dentro desta malha, escondidos em cada uma das pernas, estavam os dois pombos.

Os fiscais da alfândega também encontraram sementes em um bolso de um cinto.

Richard Janeczko, gerente de investigações do departamento de Proteção Alfandegária e de Fronteira, disse que a Austrália tem uma das leis de proteção de vida selvagem mais severas do mundo.

"A importação e exportação de vida selvagem são rigorosamente controladas na fronteira."

"O contrabando de vida selvagem não é apenas cruel com os animais envolvidos, também representa um grande risco para o ambiente australiano e para a saúde da comunidade australiana", acrescentou.

"É importante que as pessoas declarem todos os animais e plantas para a o departamento de Proteção Alfandegária e de Fronteira quando entrarem na Austrália."

O departamento também apreendeu mais bagagens que pertenciam ao australiano e encontraram uma quantidade não declarada de berinjela.

Os pombos, ovos e sementes apreendidos foram enviados para o Serviço Australiano de Quarentena, para uma avaliação dos riscos de saúde.

O homem detido no aeroporto pode ser preso por até dez anos, além da possibilidade de uma multa de 110 mil dólares australianos (cerca de R$ 163 mil).

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.