Explosão em mina mata mais de 70 na China

Acidente na China
Image caption Números oficiais apontam para redução de acidentes

Pelo menos 73 mineradores morreram em uma explosão neste domingo em Gujiao, na província de Shanxi, no norte da China.

Equipes de resgate ainda se encontram no local e tentam alcançar dezenas de homens que continuam presos na mina.

Mais de 400 pessoas trabalhavam no local no momento da explosão, mas a maioria teria conseguido escapar, de acordo com a agência de notícias oficial chinesa, Xinhua.

A mineração na China registra o maior número de mortes no setor em todo o mundo, com mais de 3,2 mil vítimas só no ano passado.

Feridos

Equipes de emergência afirmaram que 113 mineradores foram internados em um hospital, 21 deles, em estado grave.

A rede de televisão estatal chinesa CCTV transmitiu imagens de equipes de resgate descendo à mina em elevadores, enquanto mineradores feridos eram atendidos em ambulâncias.

A CCTV afirmou que cerca de cem homens estariam trabalhando no resgate dos sobreviventes ainda presos, mas um incêndio em um túnel estaria impedindo o avanço das equipes.

Muitos dos mineradores presos têm telefones celulares e entraram em contato diretamente com parentes.

Monóxido de carbono

Funcionários do hospital em Gujiao afirmaram à Xinhua que a maior parte dos feridos apresenta sintomas de envenenamento por monóxido de carbono.

O gás, que não tem cor ou cheiro, pode ser letal.

A China afirma que vem melhorando as condições de segurança em suas minas, e apresenta estatísticas que comprovam uma queda de 15% em 2008, comparado ao ano anterior.

A Xinhua também afirma que o número de acidentes caiu em 19% para 413.700 no ano passado.

No entanto, de acordo com o correspondente da BBC em Pequim, Quentin Sommerville, os números oficiais podem estar longe da realidade, já que existem diversas minas ilegais, e mesmo nas instalações legalizadas haveria muita corrupção nas inspeções de segurança.

Notícias relacionadas