Britânico é processado por ataques com spray de urina

Sahnoun Daifallah em desenho feito na Corte de Bristol
Image caption Sahnoun Daifallah em desenho feito na Corte de Bristol

Um homem está sendo processado na Grã-Bretanha por ter contaminado e estragado produtos em dois supermercados usando um spray que continha uma mistura de urina e fezes.

Sahnoun Daifallah, de 42 anos, teria ainda usado o spray em uma livraria e em um bar no condado de Gloucester.

Segundo a promotoria, os prejuízos dos estabelecimentos chegaram a um valor de 700 mil libras (pouco mais de R$ 2,4 milhões).

Mas Daifallah se declarou inocente das quatro acusações por contaminação de mercadorias e duas por danos materiais a propriedades.

'Mau cheiro'

Testemunhas disseram à corte da cidade de Bristol que, em 14 de maio de 2008, Daifallah foi a um bar na cidade de Cheltenham e perguntou a uma balconista quanto custaria para ele estuprá-la.

A polícia foi chamada, mas ele já havia saído do bar quando os policiais chegaram. Segundo as testemunhas, o homem deixou para trás "um rastro de mau cheiro".

Ele em seguida, ele foi a uma livraria, onde teria lançado o spray em um banheiro e sobre algumas prateleiras, danificando 706 livros.

Dois dias depois, em um supermercado, ele foi notado por outro cliente agindo "de maneira suspeita".

A testemunha disse à corte que viu Daifallah lançar o spray em sacos de batatas congeladas e, depois, sobre garrafas de vinho. Segundo ela, as prateleiras ficaram cobertas por um líquido marrom.

O supermercado, pertencente a uma das maiores redes britânicas e um dos poucos da região, teve que ficar fechado durante dois dias para limpeza.

No mesmo dia, ele foi a outro estabelecimento, onde também foi lançou seu spray sobre vários produtos.

O julgamento ainda continua.