EUA acusam navios chineses de ‘provocação’

Impeccable/Marinha americana
Image caption Os EUA dizem que o Impeccable fazia manobras de rotina

Cinco navios chineses realizaram manobras "perigosamente próximas" a um navio desarmado americano no sul da China, informou nesta segunda-feira o governo dos Estados Unidos.

O incidente teria acontecido domingo, em águas internacionais, quando o navio americano Impeccable realizava manobras de rotina.

Os navios "manobraram agressivamente" ao redor do navio americano "aparentemente em um esforço coordenado para provocar a embarcação americana", disse o Pentágono.

O Impeccable foi projetado para deter ameaças submarinas à Marinha americana.

Outros incidentes

A China não respondeu oficialmente às acusações. Analistas dizem que provocações em águas internacionais são comuns, mas o ocorrido teria preocupado tanto os EUA a ponto de Washington tornar o incidente público.

Os navios chineses, identificados como do serviço secreto, chegaram a oito metros de distância, forçando o navio americano a fazer uma parada de emergência.

"As manobras chinesas violaram as regras internacionais sobre respeitar os outros usuários legítimos do oceano", disse o porta-voz do Pentágono Stewart Upton.

"Esperamos que os navios chineses se comportem responsavelmente e evitem atitudes provocativas que podem levar a uma colisão no mar", disse ele.

O Pentágono afirmou que, de quarta-feira a sábado, ocorreram outros três incidentes envolvendo barcos chineses em águas internacionais.