Hamas 'vê mudança' em discurso de Obama sobre Oriente Médio

Khaled Meshaal
Image caption Líder do Hamas disse que o grupo é importante para resolver conflito na região

O líder político do Hamas no exílio, Khaled Meshaal, disse que o presidente americano, Barack Obama, está adotando uma "nova linguagem" em relação ao Oriente Médio.

Em entrevista ao jornal italiano La Reppublica neste domingo, Meshaal disse que uma "nova abordagem sobre o conflito na região está sendo emitida pela Presidência americana".

A entrevista foi publicada três dias depois que o líder dos EUA ter proposto um "novo começo" nas relações entre seu país e o Irã.

Na entrevista ao diário, Meshaal não mencionou abertamente a mensagem de Obama ao Irã, mas afirmou que "o desafio para todos agora é aceitar que o novo discurso seja o prelúdio de uma mudança genuína nas políticas adotadas pelos Estados Unidos e pela Europa".

Sobre a aceitação do Hamas da "nova linguagem", Mashaal disse que "é uma questão de tempo".

Os Estados Unidos, a União Europeia e as Nações Unidas se recusam a negociar com o grupo palestino que, em 2007, ocupou a Faixa de Gaza, a menos que renuncie à violência e reconheça a existência do Estado de Israel.

O grupo considera toda a Palestina histórica terra islâmica e, portanto, vê o Estado de Israel como um ocupante, apesar de ter oferecido uma "trégua" de dez anos em troca da retirada de Israel para as fronteiras anteriores à Guerra dos Seis Dias, em 1967.

"As grandes potências precisam de nós para resolver o conflito árabe-israelense", disse ele ao jornal italiano.

"O nosso peso em resolver a questão palestina origina das nossas raízes na sociedade, nas pessoas que votaram em nós e que o farão novamente".

Notícias relacionadas