Ataque a academia de polícia mata ao menos 40 no Paquistão

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Um grupo de homens armados atacou uma academia de polícia perto de Lahore, no leste do Paquistão, na manhã desta segunda-feira, deixando pelo menos 40 mortos e 80 feridos, segundo autoridades do país.

Os atiradores permanecem dentro do local, mantendo um número ainda desconhecido de reféns. Também não se sabe quantos homens armados participam da ação.

Tropas cercaram a academia logo após o ataque e houve uma troca de tiros durante cinco horas.

Testemunhas dizem ter ouvido explosões quando soldados tentaram invadir a academia, e os homens armados responderam com granadas.

Confusão

Segundo a correspondente da BBC em Lahore, Jill McGivering, alguns reféns foram vistos saindo do local, aparentemente sem ferimentos.

Ainda de acordo com ela, helicópteros estão fazendo voos rasantes sobre a academia em uma tentativa de colocar fim ao combate.

Imagem de TV mostra cerco policial em Lahore

Imagem de TV mostra cerco policial em Lahore

As ruas em torno do local estão lotadas de curioso, criando um clima de confusão.

Segundo um policial, os atiradores invadiram a academia usando uniformes, o que poderia estar atrapalhando a operação militar.

As autoridades paquistanesas dizem que ainda não sabem quem são os responsáveis pelo ataque.

Há pouco menos de um mês, outro grupo de homens armados abriu fogo contra o ônibus que transportava a seleção de críquete do Sri Lanka, também em Lahore, matando seis policiais e o motorista do veículo.

Pelo menos 14 dos atiradores conseguiram fugir na ocasião.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.