Homem-bomba mata pelo menos 20 no Paquistão

Atentado no Paquistão
Image caption Dezenas de pessoas ficaram feridas em atentado em Islamabad

Pelo menos 20 pessoas morreram neste domingo depois que um homem-bomba explodiu na entrada de uma mesquita xiita no Paquistão, informou a polícia.

Dezenas de pessoas ficaram feridas na explosão no sul da capital paquistanesa Islamabad.

No momento, mais de mil pessoas participavam de rituais religiosos dentro da mesquita de Chakwal, na província de Punjab.

No dia anterior, oito soldados paramilitares foram mortos em um ataque suicida contra uma base de segurança em Islamabad.

A principal autoridade de segurança do Paquistão, Nadim Hasan Asif, disse à agência de notícias AP que o homem-bomba "foi barrado na entrada (da mesquita), mas forçou sua entrada e explodiu".

Uma integrante do governo provincial Rana Sanaullah disse à AFP: "O homem-bomba foi interceptado na entrada. Se não fosse isso, ele poderia ter causado fatalidades muito maiores".

Testemunhas disseram que o homem-bomba era adolescente e estava vestindo roupas pretas.

Um médico em um hospital próximo afirmou que mais de 60 pessoas ficaram feridas, algumas em estado grave.

Ainda não está claro quem está por trás do ataque. O Paquistão tem um histórico de violência entre muçulmanos xiitas e sunitas.

No mês passado, um homem-bomba matou 48 pessoas em uma mesquita próxima à fronteira com o Afeganistão. O atentado foi o pior do tipo no Paquistão neste ano.

Notícias relacionadas